Um novo vídeo divulgado pelo grupo Estado Islâmico mostra todo o planejamento que os terroristas desenvolveram para realizar os ataques em Paris no dia 13 de novembro, quando 130 pessoas foram mortos. O grupo ameaça também o Reino Unido.

O vídeo de 17 minutos, divulgado no domingo, mostra a extensão do planejamento que foi feito para os múltiplos ataques em Paris, que autoridades francesas afirmaram desde o início que foram planejados na Síria.

Todos os nove homens vistos no vídeo morreram nos ataques de Paris ou nos dias seguintes. Sete dos terroristas - quatro da Bélgica e três da França - tinham o francês fluente. Os outros dois - identificados por seus nomes de guerra como os iraquianos - falaram em árabe.

Sete dos militantes, incluindo um de 20 anos, que era o mais jovem do grupo, foram filmadas em pé atrás de prisioneiros sequestrados, descrito como "apóstatas" que foram decapitados ou mortos a tiro.

Os ataques em Paris foram direcionados a casa de shows Bataclan, a um restaurante e café, e a um estádio de futebol.

Imediatamente depois dos ataques, o presidente francês, François Hollande, impôs um estado de emergência nacional que irá vigorar até 26 de fevereiro. Hollande pediu uma extensão do pedido e reiterou a solicitação nesta segunda-feira.

"Nenhuma ameaça vai parar o que a França deve fazer contra o terrorismo. E se tenho tomado medidas para estender o estado de emergência é porque eu estou ciente da ameaça e não vamos ceder", disse Hollande em resposta ao vídeo.

O porta-voz do Ministério de Relações Exteriores, Romain Nadal, disse que o governo está estudando o vídeo, mas não quis comentar sobre seu conteúdo. Fonte: Associated Press.