Exames de DNA confirmaram que a pequena Maria, de quatro anos, é filha natural de um casal de ciganos búlgaros que vive na miséria com mais nove filhos, informaram autoridades locais nesta sexta-feira (25).

Os perfis genéticos de Sasha Ruseva, de 35 anos, e de seu marido, Atanas, coincidiram com o de Maria, disse Svetlozar Lazarov, funcionário do Ministério de Interior da Bulgária.

A polícia chegou a Sasha e Atanas com base em relatos do casal de ciganos gregos do qual Maria foi tirada na semana passada. Eles disseram ter recebido a criança de uma família búlgara que não tinha condições de cuidar da menina.

O casal vive em condições precárias na cidade búlgara de Nikolaevo, 280 quilômetros ao leste de Sófia.

Depois que foi localizada, Sasha relatou à polícia que deu à luz a menina há quatro anos na Grécia, quando trabalhava na colheita de azeitonas, mas decidiu dar a menina porque não tinha condições de cuidar dela. Desde então, ela teve mais dois filhos.

Com a solução do mistério em torno de Maria, as dúvidas relacionam-se agora ao futuro da menina. Maria encontra-se sob os cuidados de assistentes sociais desde que foi tirada do casal de ciganos gregos e não há definição à vista para o caso. Não há informação sobre com quem ela gostaria de ficar. Fonte: Associated Press.