Seis voluntários foram hospitalizados após participarem de um teste clínico de um medicamento na França. O neurocirurgião chefe Gilles Edan, de Rennes, afirmou que um dos homens teve morte cerebral e outros quatro apresentaram "problemas neurológicos". Entre esses quatro, três podem ter tido danos permanentes.

O sexto homem hospitalizado está em estado menos grave, segundo o médico, que falou nesta sexta-feira em entrevista coletiva em Rennes, no oeste francês.

A ministra da Saúde francesa, Marisol Touraine, disse que todos os homens estavam saudáveis antes de serem voluntários no teste. Ela pediu calma e disse que nenhuma droga atualmente no mercado estava implicada no teste com problemas.

A ministra foi até Rennes nesta sexta-feira, após determinar uma investigação na organização que havia realizado os testes. A empresa não foi identificada, mas o laboratório Biotrial, de Rennes, disse que o executivo-chefe da companhia, Jean-Marc Gandon, iria se reunir com a ministra.

Não foi informado que tipo de medicação era testado. Fonte: Associated Press.