O FBI informou neste sábado que prendeu um homem no Estado norte-americano do Mississippi por suposto envolvimento no envio de cartas contendo um tipo de veneno ao presidente dos EUA, Barack Obama, e outras pessoas.

Everett Dutschke, de 41 anos, foi preso em sua residência por volta da meia-noite (horário local) deste sábado, após ter sua casa e empresa vasculhadas por agentes do FBI, segundo uma porta-voz do órgão de investigação federal do país. A detenção ocorreu sem incidentes.

As cartas, que supostamente continham o veneno ricina, foram endereçadas a Obama, ao senador Roger Wicker, do Mississippi, e, anteriormente, para a juíza do Estado Sadie Holland, de 80 anos.

A princípio, a suspeita recaiu sobre um imitador de Elvis Presley, mas as acusações foram retiradas. Em seguida, a investigação do FBI se voltou para Dutschke, que tem ligações com o primeiro suspeito, com o senador e com a juíza. As informações são da Associated Press.