Fernando Pimentel é absolvido em processo de declaração falsa para fins eleitorais

Clara Mariz*
@clara_mariz
22/11/2021 às 22:16.
Atualizado em 05/12/2021 às 06:18
 (Agência Brasil/Reprodução)

(Agência Brasil/Reprodução)

O ex-ministro e ex-governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel (PT), foi absolvido nesta segunda-feira (22) pela 32ª Zona Eleitoral e pela Vara Criminal Eleitoral de Belo Horizonte. De acordo com a denúncia do Ministério Público, Pimentel teria usado os serviços de uma gráfica durante a campanha eleitoral de 2014 sem declarar os valores e ainda teria recebido “vantagens indevidas” do proprietário do estabelecimento, Benedito Oliveira. O político era investigado pela Operação Acrônimo, que apurou um esquema de lavagem de dinheiro em campanhas eleitorais envolvendo gráficas e agências de comunicação.

De acordo com a sentença do juiz Michel Curi e Silva, as provas apresentadas pelo MP não comprovam que o então governador mineiro deixou de declarar valores recebidos das empresas. “Em verdade, as provas produzidas não são suficientes para demonstrar a existência de doações eleitorais não contabilizadas na prestação de contas de campanha do réu Fernando Pimentel ao cargo de Governador do Estado de Minas Gerais”.

Quanto à suspeita de que o petista tenha recebido verba irregular do instituto de pesquisa Vox Populi, o magistrado responsável pela sentença concluiu que também não há provas que possam comprovar a denúncia do Ministério Público. "Não há, também, nenhum elemento que me permite concluir que ocorreu divulgação de pesquisa eleitoral realizada pela Vox Populi em benefício do ex-governador, o que enfraquece, sobre modo, em sua inteireza, aversão contida na denúncia".

O advogado de Fernando Pimentel, Eugênio Pacelli, comemorou a sentença da Justiça do Estado. “A defesa celebra, sim, a Justiça, tardia, mas enfim realizada. Mas não pode deixar de lamentar que a divulgação das absolvições e arquivamentos nunca alcançaram e alcançam as pessoas que ouviram a notícia da acusação como verdade definitiva”, afirmou.

*Com Luciane Amaral

Compartilhar
Ediminas S/A Jornal Hoje em Dia.© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por