Se você pensa que carro aventureiro é mania de brasileiro, está muito enganado. Na Europa, esse estilo de automóvel também tem apreciadores. Tanto é que a Fiat acaba de apresentar o Tipo Cross. O hatch médio ganhou visual invocado e suspensão elevada para o consumidor europeu que gosta de ir para o campo. Assim, ele passa a fazer companhia ao Panda Cross (o primo italiano do nosso Uno).

O hatch teve a suspensão elevada em 4 cm, também ganhou novos para-choques e molduras nas caixas de rodas, como manda a etiqueta dos aventureiros. Segundo a Fiat, ele figura como opção familiar para quem busca um carro mais apto para aventuras campestres, mas sem perder o conforto do espaço interno de um médio.

Mas apesar de bancar uma de Indiana Jones, o Tipo Cross é um carro abarrotado de tecnologias. Ele conta com pacote de assistências que inclui leitor de placas e indicador de velocidade de via. Ele também oferece monitor ativo de faixa de rodagem, sensor de fadiga, faróis de facho ajustável e sensor de ponto cego. Nem parece que ele é primo do paupérrimo Mobi.

O pacote de conteúdos ainda inclui carregamento de celular sem fio, multimídia UConnect com conexão sem fio, partida sem chave, carregador rápido de 15 kW para telefones (via cabo), dentre outros apetrechos.

Sob o capô, o modelo conta com quatro motores, partindo da unidade 1.4 de 94 e 12,7 mkgf de torque, bem parecido com nosso Fire EVO 1.4. Um degrau acima surge o Firefly 1.0 turbo de 100 cv e 19 mkgf de torque (mais manso que o futuro 1.0 turbo brasileiro). E, por fim, duas unidades Multijet Diesel 1.6 com potências de 95 e 130 cv.

Mas se o consumidor europeu buscar algo mais radical e não tem espaço na garagem, terá que abrir mão do conforto Tipo e partir para o pequeno Panda, que conta com tração 4x4.