Já faz muito tempo que a picape Strada carrega a Fiat na sua caçamba. Tanto é que a compacta é o automóvel mais emplacado no país, com mais de 100 mil unidades entre janeiro a novembro deste ano. E para garantir a hegemonia do modelo, a italiana acaba de apresentar a inédita versão automática. 

O utilitário combina transmissão CVT, com emulação de sete marchas, com a unidade Firefly 1.3 de 107 cv. A caixa é a mesma que equipa o Pulse e entra na linha Strada para ampliar a escala de produção. A picape automática será oferecida em duas versões: Volcano (R$ 111.990) e Ranch (R$ 116.990). 

Os valores da Strada automática estão longe de ser os mais acessíveis. Mas ainda assim a picapinha se torna a opção, que combina transmissão automática, cinco lugares e caçamba, menos cara do mercado. 

Assim, a Fiat quer ampliar a participação da versão Volcano, que atualmente é de 20% das vendas, para 25%. Ainda mais que 60% das vendas de automóveis nos grandes centros em 2021 são de carros automáticos. 

Segundo o executivo de operações comerciais do Brand Fiat, Herlander Zola, as versões automáticas se posicionarão num espaço abaixo da Toro. A marca espera que as vendas das automáticas seja de 50% para cada versão. 

“A Strada vem demonstrando uma performance muito importante no segmento de consumidores que fazem uso desse carro para o lazer, pois enxergam no modelo, com cabine dupla e cinco lugares, como uma opção muito atraente para quem busca conforto e um porta-malas maior, que no caso é caçamba. É por isso que o câmbio automático é tão importante e faz diferença no cotidiano numa cidade grande. Dessa forma, acreditamos que iremos aumentar as vendas da Strada em 10%”, explica Zola.

Por dentro

O pacote de conteúdos da Strada automática não traz grandes novidades na versão Volcano. Além da transmissão e as borboletas no volante, a versão passa a contar com carregador por indução magnética.

Trata-se de um item fundamental para um carro que conta com multimídia com conexão sem fio. A versão manteve os faróis em LED, quatro airbags, câmera de ré, vidros elétricos nas quatro portas e rodas de liga leve aro 15.

Passando para a Ranch, a versão adiciona bancos em couro, estribo lateral, rodas aro 15 (com desenho exclusivo), capota marítima com emblema da versão, além de barra de teto com acabamento cinza e retrovisores em preto brilhante.

Strada Ultra Turbo

Questionados sobre uma possível versão Ultra, equipada com motor 1.0 turbo de 130 cv, que estreou no Pulse, os executivos explicam que a Strada permite muitas possibilidades. Ainda segundo o time da Fiat, a versão é uma possibilidade para o futuro. Ou seja, já está na prancheta.

A qualificação da Strada faz parte do plano de reestruturação da marca italiana. Segundo Zola, a Fiat quer atuar numa faixa de preço mais elevada e não depender de modelos populares.

“Esse movimento deixa muito claro a nossa busca para reposicionar a marca Fiat num patamar diferente. E os resultados mostram que estamos num caminho certo. Voltamos a ocupar a posição de liderança e estamos preparados para sustentar essa posição e manter a marca competitiva no mercado”, aponta.

Preços e versões

  • Strada Volcano 1.3 CVT - R$ 111.990
  • Strada Ranch 1.3 CVT - R$ 116.990