O Comando Conjunto das Forças Armadas, em apoio à Secretaria de Estado de Segurança, deflagrou, no início de  sábado (15), operação na comunidade do Jacarezinho e nos Complexos do Alemão e da Maré, todas localizadas na zona norte do município do Rio de Janeiro e três das regiões mais perigosas da capital.

De acordo com as Forças Armadas, as ações destinam-se à verificação de denúncias de atividades criminosas, em particular as ligadas ao tráfico de drogas. Ao todo, estão sendo empregados 1.850 militares das Forças Armadas e 50 policiais militares, com apoio de carros blindados e helicópteros para dar proteção às equipes que avançam por terra. 

Um militar do Exército ficou ferido durante a chegada das tropas federais no Complexo do Alemão. O militar foi levado às pressas para o Hospital Central do Exército (HCE), no bairro de Triagem, zona norte do Rio, onde está sendo socorrido. A informação foi confirmada pelo coronel Carlos Cinelli, porta-voz do Comando Militar do Leste (CML), que não deu mais informações sobre o estado de saúde do militar.

Interdição
A Avenida Dom Hélder Câmara, antiga Avenida Suburbana está interditada nos dois sentidos pelas forças de segurança, porque corta o bairro do Jacarezinho e foi fechada por medida de segurança. É um dos principais eixos viários da zona norte. Com aproximadamente 11 km de extensão, liga o bairro de Benfica ao de Cascadura. Corta, também, os bairros do Jacarezinho, Maria da Graça, Del Castilho, Cachambi, Engenho de Dentro, Pilares, Abolição, Piedade e Quintino. Uma das opções para os motoristas é seguir pela Avenida Marechal Rondon ou Rua Goiás e seguir pelo bairro do Méier para evitar o congestionamento

Leia mais:

Ministro da Defesa quer intervenção no Rio até 31 de dezembro

Forças de segurança fazem segundo dia de operação em favelas do Rio

Rio tem 11 tiroteios em um dia; mulher morre com bala perdida