Tropas das Forças Armadas já estão em Vitória, capital do Espírito Santo, para atuar no patrulhamento da cidade, informou no início da noite desta segunda (6) o ministro da Defesa, Raul Jungmann. Desde a última sexta-feira (3), a capital capixaba está sem policiamento nas ruas e familiares de policiais militares estão dificultando a saída de viaturas como forma de protesto. Nas manifestações, eles reivindicam reajuste salarial e o pagamento de auxílio-alimentação, periculosidade, insalubridade e adicional noturno para os policiais.

De acordo com o ministro, as tropas federais permanecerão “o tempo necessário” no estado até que a situação esteja normalizada. “Nosso compromisso é de seremos inflexíveis e determinados em restaurar a normalidade, a ordem, a paz e a tranquilidade em Vitória e onde for necessário.  O presidente [Michel] Temer determinou a nossa presença aqui e que permanecêssemos o tempo necessário para que a ordem fosse recuperada”, disse o ministro.

À tarde, atendendo solicitação do governador em exercício do estado, César Colnago, o governo federal autorizou o envido de militares das Forças Armadas e 200 homens da Força Nacional com o objetivo de ajudar na retomada dos serviços de policiamento no estado.

“Já estamos nas ruas e nas próximas horas ou até esta terça (7) estaremos com efetivo compatível com a necessidade. Se o planejamento em conjunto com as forças policiais aqui no Espírito Santo assim determinar, teremos a disposição de agregar efetivos adicionais”, disse Jungmann em entrevista à imprensa, em Vitória.

Já o governador em exercício do estado afirmou que a solicitação de reforço federal se deu devido ao impasse com os familiares dos policiais militares. “A população precisa de um serviço de segurança que não pode se ausentar na forma da lei e da Constituição e, devido a esse impasse, estamos aqui garantindo que vamos trabalhar diuturnamente para reestabelecer a ordem, o serviço de segurança com a ajuda do governo federal”, disse Colnago.

Medo

Em Vila Velha, assim como na maioria das cidades da Região Metropolitana de Vitória, moradores relatam medo e tensão com a situação vivida no Estado. Segundo uma moradora, que não quis se identificar, a situação é de caos. "Pena que é tudo verdade. Estamos presos em casa. Assalto e arrastão em nossa rua. Cidade fantasma. Muito perigoso. Estão invadindo os prédios", revela.

A mesma moradora ainda relata que o medo agora é de falsos entregadores invadirem os prédios. "Me avisaram que uma pessoa do exército recomenda que ninguém peça pizza, remédio ou qualquer outra coisa para entregar no prédio porque vai haver mais assaltos. A maioria dos prédios está sem porteiros, como o nosso. Não vamos abrir a portaria para quem não conhecemos", completa.

Confira vídeo com bandidos agindo no ES:

 

Praia do MorroPraia do Morro, em Guarapari, na noite desta segunda-feira (6)



Leia mais:
Após onda de violência no ES, Vale suspende circulação do Trem de Passageiros
Militares desembarcam no ES nesta segunda; ministro fala em 51 assassinatos
Temer autoriza emprego de Forças Armadas no Espírito Santo
Justiça decreta ilegalidade de movimento de policiais no ES