O governo das Filipinas está considerando o envio de aviões fretados para repatriar cidadãos daquele país que se encontram a bordo do navio de cruzeiro Diamond Princess.

Segundo a embaixada das Filipinas em Tóquio, 531 funcionários, ou mais da metade da tripulação do navio, bem como sete passageiros, são cidadãos filipinos.

Ainda segundo funcionários da embaixada, destes filipinos, 27 foram diagnosticados com a nova variedade do coronavírus.

Eles estão pedindo para o governo japonês confirmar se houver mais casos.

Leia mais:

Passageiros de navio no Japão poderão desembarcar a partir de amanhã

Pela 1ª vez, China tem menos de 2 mil casos de coronavírus em um dia