Superintendente Central de Transparência, Programador WEB e Analista de Rede. Essas são as novas vagas disponíveis pelo Transforma Minas, programa do governo do Estado criado para recrutar profissionais que vão trabalhar em cargos de chefia, direção e superintendência. Todas as oportunidades divulgadas nesta semana são para atuar na Controladoria Geral do Estado (CGE). A remuneração varia de R$ 3.300 a R$ 6.600. Além do salário, os selecionados terão vale refeição de R$ 47 por dia útil. Os interessados têm até o dia 2 de julho para fazer a inscrição. 

Conforme a descrição das vagas, o superintendente será responsável por gerenciar o Portal da Transparência do Poder Executivo e estabelecer parcerias para melhorias no Portal da Transparência, desenvolver política de dados abertos no Estado, melhorar a posição no ranking da Escala Brasil Transparente. Já os selecionados para os cargos de Analista de Rede e o Programador Web atuarão na Diretoria de Tecnologia da Informação e Comunicação do órgão. 

Além dessas três vagas, o Transforma Minas está com outros cinco postos abertos, com remuneração que chega a R$ 9 mil. Desde março, o programa já disponibilizou 129 vagas. Confira abaixo os novos postos:

Controladoria Geral do Estado - CGE

Cargo: Superintendente Central de Transparência
Inscrições até: 2 de julho
Remuneração: R$ 6.600
Benefícios: vale-refeição de R$ 47 por dia útil
Carga horária: 40 horas semanais, preferencialmente entre 7h30 e 19h
Clique aqui para ter mais detalhes da vaga e fazer inscrição

Cargo: Programador WEB
Inscrições até: 2 de julho
Remuneração: R$ 3.300
Benefícios: vale-refeição de R$ 47 por dia útil
Carga horária: 40 horas semanais, preferencialmente entre 7h e 19h
Clique aqui para ter mais detalhes da vaga e fazer inscrição

Cargo: Analista de Rede
Inscrições até: 2 de julho
Remuneração: R$ 3.300
Benefícios: vale-refeição de R$ 47 por dia útil
Carga horária: 40 horas semanais, preferencialmente entre 7h e 19h
Clique aqui para ter mais detalhes da vaga e fazer inscrição

Outras vagas que também estão disponíveis

Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão de Minas Gerais - SEPLAG

Cargo: Superintendente Central de Perícia Médica e Saúde Ocupacional
Inscrições até: 11 de julho
Remuneração: R$ 6.600,00 + R$ 1 mil de gratificação
Benefício: vale-refeição de R$ 47 por dia útil
Carga horaria: 40 horas semanais, preferencialmente entre 7h e 19h
Clique aqui para ter mais detalhes da vaga e fazer inscrição

Cargo: Superintendente Central de Política de Recursos Humanos
Inscrições até: 11 de julho
Remuneração: R$ 6.600,00 + R$ 1 mil de gratificação
Benefício: vale-refeição de R$ 47 por dia útil
Carga horaria: 40 horas semanais, preferencialmente entre 7h e 19h
Clique aqui para ter mais detalhes da vaga e fazer inscrição

Cargo: Superintendente Central de Administração de Pessoal
Inscrições até: 11 de julho
Remuneração: R$ 7.700 + R$ 1 mil de gratificação
Benefício: vale-refeição de R$ 47 por dia útil
Carga horária: 40 horas semanais, preferencialmente entre 7h e 19h
Clique aqui para ter mais detalhes da vaga e fazer inscrição

Secretaria de Estado de Educação - SEE

Cargo: Subsecretário de Ensino Superior
Inscrições até: 11 de julho
Remuneração: R$ 9 mil e gratificação de R$ 2 mil
Benefício: Plano de saúde opcional com coparticipação
Carga horária: 40 horas semanais, preferencialmente entre 8h e 18h
Clique aqui para ter mais detalhes da vaga e fazer inscrição

Cargo: Assessor Central de Inspeção Escolar
Inscrições até: 11 de julho
Remuneração: R$2.227,500 + R$ 750
Benefício: Plano de saúde opcional com coparticipação
Carga horária: 40 horas semanais, preferencialmente entre 8h e 18h
Clique aqui para ter mais detalhes da vaga e fazer inscrição

Transforma Minas

O Transforma Minas foi criado em março deste ano para recrutar 500 profissionais que vão trabalhar em cargos de chefia, direção e superintendência. No total, serão abertas cerca de 300 vagas na administração direta e outras 200 na administração indireta. Os interessados devem acessar diariamente o site do programa e acompanhar as vagas. 

Qualquer pessoa que preencha os pré-requisitos e as competências exigidas em cada função pode participar do processo de seleção. As exceções ficam por conta de algumas posições, como as Superintendências Regionais de Ensino, que devem ser preenchidas necessariamente por servidores públicos efetivos - ativos ou inativos das carreiras públicas da Educação.

Além dos 500 cargos e após a aprovação da reforma administrativa, a quantidade de vagas pode aumentar e ultrapassar 700. As etapas de seleção vão variar de acordo com cada vaga, podendo envolver, além da análise curricular, entrevista por competências, entrevista com especialistas, teste de perfil, dentre outras.