O governo de Minas Gerais estuda reduzir o número de parcelas para o pagamento dos servidores públicos a partir do próximo mês. A informação foi confirmada pela Secretaria de Estado da Fazenda (SEF), nesta quarta-feira (19). Atualmente, os servidores recebem o salário dividido em até três parcelas. 

Segundo a nota da SEF, a redução é estudada. "Conforme o próprio governador ressaltou durante o debate dessa terça-feira, a redução do número de parcelas a partir do mês que vem é uma possibilidade que está em estudo", esclarece o comunicado. 

Ainda de acordo com a nota, a questão do escalonamento vem sendo amplamente discutida por representantes do governo e dos sindicatos dos servidores na Comissão de Acompanhamento da Folha de Pessoal, criada por determinação do governador Fernando Pimentel. "É preciso deixar claro que a decisão de parcelar os salários dos servidores do Executivo está diretamente atrelada ao déficit deixado pela gestão anterior e à atual crise econômica que afeta o país", conclui.