O Governo de Minas decidiu, na manhã desta sexta-feira (22), encerrar o parcelamento do salário dos servidores das Forças de Segurança no Estado a partir do próximo mês e divulgou as datas para o pagamento do 13º da categoria. O ponto faz parte de uma série de medidas que, segundo o governo, significam o fim das negociações pelas reivindicações desses profissionais. 

Além do fim do parcelamento, o governo divulgou que, em relação à compensação das perdas inflacionárias da Segurança Pública desde 2015, ficou firmado o seguinte calendário e percentuais:

• 13% na folha de pagamento de julho/2020;
• 12% na folha de pagamento de setembro/2021;
• 12% na folha de pagamento de setembro/2022.

Também estão previstos o pagamento integral do abono fardamento na folha de abril do próximo ano e o envio para a Assembleia Legislativa de Minas Gerais, até o dia 3 de fevereiro de 2020, do projeto de lei que viabilizará a recomposição salarial, em consonância com a Lei de Responsabilidade Fiscal. 

Outro ponto tratado e divulgado pelo governo é o pagamento do décimo terceiro salário. Segundo o governo, caso não ocorra a operação do nióbio, o pagamento desse valor para a segurança pública será feito em três parcelas: 21 de dezembro deste ano, 21 de janeiro de 2020 e 21 de fevereiro de 2020.

Leia também:
'Perguntem aos bancos', diz Zema sobre previsão de pagamento do 13º salário
Projeto que cria Fundo Estadual do Trabalho é aprovado na Assembleia
Governo anuncia programa de ensino médio integral; matrículas começam na próxima semana