A Linha 2 do metrô de Belo Horizonte, trecho Barreiro/Calafete, na Região Metropolitana da capital mineira, foi qualificada no âmbito do Programa de Parecerias de Investimentos (PPI) da Presidência da República.

Com isso, serão feitos estudos de viabilidade e de alternativas de parcerias com a iniciativa privada. O decreto assinado pelo presidente da República, Jair Bolsonaro está publicado no Diário Oficial União desta quarta-feira (21).

De acordo com estudos, o trecho Barreiro/Calafete é o segundo mais movimentado de Belo Horizonte, abrigando aproximadamente 300 mil habitantes, além da presença do comércio e outras atividades econômicas, segundo nota divulgada pela Secretaria-Geral da Presidência da República.

Com a qualificação, o projeto passa a ser tratado como empreendimento de interesse estratégico e terá prioridade nacional perante todos os agentes públicos, de todos níveis de governo.

Sistema

A linha 2 do metrô tem 10,5 quilômetros e, a partir da estação Calafate, margeando a Via Expressa, chegará ao Barreiro, com sete terminais previstos. A expectativa é de que 120 mil passageiros sejam transportados por dia.

Como algumas intervenções de infraestrutura no ramal já foram feitas, a expectativa é de que o sistema entre em operação em 36 a 48 semanas depois do início das obras.

(*) Com Agência Brasil 

Leia mais:

Do Mineirinho ao metrô: secretário de Infraestrutura e Mobilidade analisa andamento dos projetos
Repassse dos recursos para expansão do metrô de BH vai depender do alinhamento de três ministérios
Liberação de verba para ampliar metrô de BH vira novo imbróglio
Será que agora vai? Bolsonaro crava verba para ampliar Metrô de BH; dinheiro pode sair neste mês
Bolsonaro confirma verba para criação da linha 2 do metrô de BH, que ligará o Calafate ao Barreiro