Há "um sério indício" de que "atos criminosos" estariam na origem dos incêndios devastadores que arrasaram uma região ao leste de Atenas, declarou nesta quinta-feira (26) o vice-ministro de Proteção Cidadã grego, Nikos Toskas.

"Quanto ao fogo que começou no monte Pendeli" e que se espalhou para Mati, a cidade onde morreu a maioria das 82 vítimas, "há grandes interrogações e não nego que haja um sério indício que nos levou a abrir uma investigação", declarou Toskas em coletiva de imprensa.

Leia mais:
Sobe para 80 o número de mortos durante incêndio na Grécia
Grécia chora por seus mortos e continua luta contra as chamas