Aeronaves do exército da Síria realizaram um ataques à cidade de Jisr al-Shughour, no nordeste do país, um dia após rebeldes tomarem o controle da área. A ação é parte de uma ofensiva liderada pelo governo. A campanha de oposição, liderada pelo Nusra Front, afiliada ao al-Qaeda, e pelo Estado Islâmico, conquistou os dois maiores centros urbanos na província de Idlib em um mês. As tropas do presidente Bashar Assad não conseguiram retomar qualquer parte do território perdido, apesar de tentativas de uma contra-ofensiva.

O coletivo de ativistas do Comitê Local de Coordenação e o Observatório Sírio dos Direitos Humanos afirmaram que os ataques aéreos realizados no domingo, que somam mais de 20, tinham como alvo a cidade de Jisr al-Shughour. As entidades não deram estimativas do número de mortos ou feridos.

O exército sírio tem se apoiado fortemente em seu poder aéreo para tentar conter as forças de oposição, e realizaram diversos ataques na região no sábado. Segundo o Observatório Sírio dos Direitos Humanos, pelo menos 27 pessoas, incluindo 20 combatentes, foram mortas pelos ataques de sábado.

A principal frente de combate está localizada 5 quilômetros ao sul da cidade, segundo Rami Abdurrahman, diretor do Observatório. Os rebeldes têm atacado as posições do governo na planície agrícola de Jisr al-Shughour.

A agência de notícias estatal da Síria afirmou que o exército realizou uma emboscada a um "comboio de terroristas", destruindo seis veículos e matando os combatentes. As lutas por Jisr al-Shughour tiveram início na quarta-feira, e ativistas afirmaram que milhares de combatentes participaram das ofensivas, que tinham como alvo, primeiramente, instalações e postos de controle militares. Fonte: Associated Press.