Enquanto a FCA brasileira prepara uma versão de sete lugares do Compass, nos Estados Unidos a Jeep apresenta o Grand Wagoneer. O jipão, no sentido literal, resgata o nome do SUV da década de 1960 que ficou famoso por ser o carro Skyler White, a esposa de Mr. White, no seriado Breaking Bad. Excêntrico, esse gigante híbrido ostenta elementos tão superlativos quanto seu porte.

Sem as molduras de madeira nas laterais, o modelo ainda é exibido como conceito, mas trata-se do carro praticamente pronto. Com sete lugares, o modelo será a aposta da FCA para competir no segmento de utilitários grandes, se posicionado acima do Dodge Durango e do Grand Cherokee.

Nos Estados Unidos, o Grand Wagoneer disputará mercado com modelos como Chevrolet Tahoe e Ford Expedition. Mas não será exagero se rivalizavar com o Chevy Suburban. O visual é imponente, com direito a grade com os sete filetes tradicionais da Jeep, mas com desenho único e faróis bem afilados.

Com linhas bem retilíneas, sua lateral não esconde a identidade da marca com caixas de roda trapezoidal, que comportam imensas rodas aro 24, e terceira janela com inclinação que remete ao estilo do Renegade. 

“O Grand Wagoneer Concept é inspirado no original, mas com uma interpretação moderna de luxo e liberdade. Esforçamo-nos para criar um design elegante com uma silhueta atemporal, apresentando inúmeros detalhes lindamente trabalhados que se unem para lhe dar uma presença inegável. O interior do Wagoneer Concept é espaçoso e apresenta materiais premium que acentuam a obsessão de nossa equipe por detalhes e celebra o artesanato americano”, explica o chefe de design da FCA, Ralph Gilles.

Por dentro, o SUV é um carro de luxo, com direito a monitores individuais para passageiros da segunda fileira. Climatização digital para os passageiros de trás e até mesmo ajuste elétrico dos bancos. Equipamentos que indicam a vocação do jipão como veículo executivo.

Seu teto solar panorâmico recobre as três fileiras de bancos. Já o painel conta com nada menos que quatro telas. Uma para o quadro de instrumentos, uma para o sistema multimídia central, uma terceira para climatização e uma quarta tela posicionada acima do porta-luvas.

Couro e apliques em madeira compõem o acabamento do SUV, que ainda conta com sistema de áudio fornecido pela McIntosh, com 23 alto-falantes e amplificador de 24 canais. Ou seja, esse gigante conta com um sistema High-End embarcado. Para se ter uma ideia, um amplificador da marca para um kit doméstico pode chegar a quase R$ 150 mil. Isso mesmo, apenas o amplificador.

Sob o capô o Grand Wagoneer ainda é um mistério. A Jeep não explica qual será o conjunto-motor, mas deixa claro que será eletrificado e terá tração nas quatro rodas, claro. Mas é sabido que ele contará também com suspensão pneumática.