Boa parte dos supercarros raramente saem para passear. Afinal são máquinas exclusivíssimas, de tiragem limitada, preço astronômico e, muitas vezes, nada amigáveis com os inexperientes proprietários. Alguns nem podem, pois não atendem exigências para uso urbano, mas onde há demanda há mercado e a Aston Martin decidiu que levará o Vulcan para as ruas. Serão apenas 24 unidades, tal como a edição para pistas.

O furioso cupê desenvolvido para uso em competição será adequado para uso citadino. Para isso, a empresa irá instalar sistema de segurança como freios ABS, controles de tração e estabilidade (ESP), além de remover o santo-antônio interno, instalar luzes de direção, elevar a altura livre do solo e aplicar acabamento de alto padrão, dentre outras “frescuras” como ar-condicionado e direção assistida.

Também deverão ser eliminados pneus e rodas de competição, assim como a gigantesca asa. No entanto, por baixo da carroceria a empresa deverá manter o V12 7.0 de 830 cv e 78 mkgf, assim como a estrutura de titânio e carbono, para manter o peso na casa dos 1.400 quilos.

A atual versão de competição é capaz de acelerar de 0 a 100 km/h em 2,8 segundos, mas é mais leve e utiliza pneus de competição que interferem na performance.