As alemãs Audi, BMW e Mercedes-Benz têm muito em comum. Elas são reconhecidas por fazer parte de um seleto time das marcas premium. Adoram combinar letras e algarismos para batizar os carros. Todas têm uma divisão de alto desempenho. E tradicionalmente, todo portfólio conta com derivações anabolizadas por essas oficinas. No caso da marca das quatro argolas, é a Audi Sport GmbH, responsável pelos automóveis que recebem emblema RS cravado na lataria. 

A mais recente criação da divisão é o RS Q3 Sportback. Trata-se da versão apimentada da nova opção de carroceria do utilitário-esportivo (SUV) compacto, que adotou estilo cupê para disputar terreno com modelos como BMW X2 e Mercedes GLA.

Ele estreia junto com a segunda geração do RS Q3, que teve a potência do motor turbo 2.5 elevada de 367 cv para 400 cv e torque assombroso de 48 mkgf. Esse motor é o mesmo que equipa o RS3 Sedan, que avaliamos no HD Auto em junho. 

 

São números que permitem que o jipinho acelere de 0 a 100 km/h em 4,5 segundos e atinja velocidade máxima (limitada eletronicamente) de 250 km/h. Se o comprador achar pouco, pode solicitar um pacote de opcionais que permite remapear a central eletrônica e elevar a máxima para 280 km/h.

Como era de se esperar, o jipinho conta com transmissão S Tronic de sete velocidades e tração integral Quattro. A suspensão conta com acerto esportivo, 10 mm mais baixa que a das versões “convencionais” de Q3 e Q3 Sportback. 

Nos trilhos

Ela ainda faz uso do sistema Dynamic Chassis Control (DCC). Trata-se de um módulo eletroidráulico que controla o fluxo de óleo nos amortecedores de forma independente. Assim ele é capaz de manter a carroceria estável em curvas de velocidade elevada e até mesmo em manobras evasivas.

Se não bastasse, o sistema de controle de condução passa a contar com seis modos: Comfort, Auto, Dynamic, Efficiency, sem falar nos novos RS1 e RS2, que além de disponibilizar todo o vigor do trem de força, deixam os assistentes de condução em segundo plano.

E para completar o conjunto, o SUV envenenado ainda conta com rodas aro 20, mas se o amigo achar que são muito modestas, há opção de aro 21, mediante a um sutil acréscimo, aos 65 mil euros (R$295 mil) do modelo, no mercado Europeu.

No Brasil

Por aqui a chegada do RS Q3 Sportback deverá ocorrer em algum momento, mas primeiro a Audi deverá definir o lançamento do novo Q3, no primeiro semestre de 2020, e posteriormente as versões RS.