A Chevrolet decidiu ampliar o portfólio do utilitário-esportivo (SUV) Equinox, que passa a contar com nova opção de entrada, equipada com motor 1.5 turbo (um pouco maior que a unidade 1.4 oferecida no Tracker e Cruze) e com o pacote visual Midnight. O selo já está presente em diversos modelos como Tracker, Cruze e S10 e passa a ser oferecido no jipão, com preço sugerido de R$ 129.900.

O Foco da GM é perfilar numa faixa onde utilitários médios como Tiguan Allspace, Jeep Compass e Peugeot 3008 posicionam suas opções de entrada. E nesse “dial”, o SUV também entra na frequência de compactos mais refinados com as versões topo de linha de T-Cross, Renegade e HR-V. 

Para dar conta do peso do SUV, o motor oferece 172cv e com 27,8 mkgf de torque, valores que prometem bom desempenho. Se o motor é novo, a transmissão é a mesma automática de oito marchas e ele manteve o sistema de tração integral, com acionamento eletrônico. Segundo a marca, é uma oferta superior ao que seus concorrentes entregam.

Apesar de ser mais fraco que o 2.0 turbo das versões LT e Premier, o Equinox Midnight oferece um pacote farto que não deixa a desejar diante das versões mais potentes. Entre os conteúdos estão: airbag duplo, lateral e de cortina, alertas (de colisão frontal com detecção de pedestre, movimentação traseira, ponto cego e esquecimento de pessoa ou objeto no banco traseiro). 
 

Para dar conta do peso do SUV, o motor oferece 172cv e com 27,8 mkgf de torque, valores que prometem bom desempenho. 
​A transmissão é a mesma automática de oito marchas e o sistema de tração integral, com acionamento eletrônico, foi mantido. 

Ele ainda oferece alerta vibratório de segurança no banco do motorista e assistente de permanência na faixa. Ainda no pacote de assistentes de segurança, o jipão também oferece faróis Full LED com facho alto inteligente, frenagem automática de emergência, indicador de distância do veículo à frente, sensor de estacionamento dianteiro e traseiro.

Passando para a cesta de comodidades, o Equinox Midnight inclui abertura e fechamento elétrico da tampa do porta-malas com acionamento interno, pela chave ou por sensor de movimento, controle de velocidade em declive, banco do motorista com regulagem elétrica e memória de posição, câmera de ré, carregador wireless para smartphone, abertura das portas por sensor de aproximação na chave, park assist, retrovisores elétricos com rebatimento e aquecimento, multimídia MyLink, com tela de oito polegadas (com navegador integrado, Android Auto e Apple CarPlay), assistente remoto OnStar e sensor de chuva e módulo de redução de ruído externo.

Em suma, o Equinox suaviza no motor para se enquadrar numa tributação mais baixa, mas sem abrir mão de conteúdos. Bom seria se esse motor fosse aplicado no Cruze, numa versão mais apimentada.