A Kia acaba de lançar o Stonic. O SUV compacto já tinha sido anunciado há algumas semanas, e finalmente chega ao mercado, tendo como trunfo o sistema híbrido leve de 48V. Com preço de R$ 149.990, ele não é barato. 

Comparado com rivais de seu porte como Fiat Pulse e Volkswagen Nivus, o Stonic é muito mais caro. Inclusive, por esse valor, o consumidor tem um leque farto de SUVs compactos e até mesmo modelos de médio porte.

No entanto, a marca acredita que a cartada do Stonic é ser o SUV eletrificado mais acessível do mercado. O presidente da Kia no Brasil, José Luis Gandini, enfatiza que toda tecnologia tem seu público. “O segmento SUV é muito competitivo, mas estamos inaugurando um novo nicho de compactos híbridos. O Stonic tem tudo para ser um grande sucesso, pois tem muito tecnologia e farto conteúdo.”

O Stonic é equipado com o conhecido motor Kappa TGDi 1.0 turbo de 120 cv, que já equipa os primos HB20 e Creta. A diferença está no torque. Nos modelos da Hyundai, a unidade entrega 17,5 kgfm de torque, já no Kia, a oferta de força salta para 20,4 kgfm, graças ao módulo 48V que entrega mais força sob demanda.

O motorzinho elétrico ainda é capaz de sustentar a velocidade de cruzeiro sem a necessidade do uso do bloco a combustão. Em tese, ele aproveita a inércia para aplicar apenas a força do módulo elétrico. 

O conjunto é complementado com transmissão de dupla embreagem e sete marchas. Assim, o carrinho tem consumo, de acordo com Inmetro, de 13,3 km/l na cidade e 13,2 km/l na estrada, com gasolina.

Conteúdos

O Stonic chega equipado com ar-condicionado digital, multimídia flutuante de oito polegadas (com Android Auto, Apple CarPlay e câmera de ré) e bancos quem combinam material sintético com tecido. O quadro de instrumento é analógico, item que o deixa a desejar diante de seus rivais diretos: Pulse e Nivus, segundo a marca, que contam com as telinhas luminosas.

Por outro lado, oferece freios a disco nas quatro rodas e seis airbags. O pacote é completado com rodas aro 17, sensor de ré e assistente de partida em rampa. 
Faltaram mesmo foram os assistentes de condução, como monitor de permanência em faixa, controle de cruzeiro adaptativo e sensor de colisão. 

Leia mais:
Porsche instala motor do 911 de corridas no novo 718 Cayman GT4 RS
Toyota lança SW4 com versão que ultrapassa os R$ 400 mil