O mercado de automóveis sofreu queda de 7,8% em setembro, no comparativo com agosto, segundo a Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave). No mês passado foram emplacados 193.580 automóveis de passeio e comerciais leves, enquanto o mês anterior registrou 209 mil licenciamentos. Apesar do retrocesso, a balança ainda segue positiva em 2017, com elevação de 8% no acumulado de janeiro a setembro de 2016.

Para a Fenabrave, o vilão do mercado em setembro foi o feriado de 7 de Setembro, que acabou abocanhando dois dias úteis do período. “Apesar do registro de queda em dias corridos, a média diária dos emplacamentos em setembro (20 dias úteis) foi 4,23% superior à média diária do mês agosto (23 dias úteis). Esse movimento de alta nas vendas diárias é reflexo de fatores positivos como a queda da taxa de juros, a queda nos índices de desemprego e da inadim-plência que, juntos, atuaram positivamente na intenção de compra do consumidor”, analisa o presidente da Fenabrave, Alarico Assumpção Júnior.

Líderes
Com ou sem feriado, o ranking de líderes segue com a General Motors à frente, com 17,97% de participação. Já a Fiat tem segurado o segundo lugar com 13,61% do mercado e Volks na terceira posição com 12,53% do bolo. Hyundai e Ford seguem praticamente empatadas, respectivamente nas quarta e quinta posições, tendo abaixo Toyota, Renault e Honda.

Na contramão
Apesar de a maioria dos modelos terem registrado queda em setembro, Ford Ka (8.727), Fiat Argo (4.124) mantiveram a balança no azul. No entanto, o Renault Kwid chamou a atenção com 10.358 unidades em seu primeiro “mês cheio”. Volume que corresponde a cerca de 5% de todo o varejo em setembro.

Claro que parte desse volume ainda contempla as unidades comercializadas durante os meses de pré-venda, que antecederam ao lançamento do carrinho. Mesmo assim, o popular franco-indiano já soma 13.603 carros desde agosto.