Quando um projeto de automóvel cozinha em fogo baixo, a fabricante tem como estratégia anunciar novidades de forma paulatina. Foi assim com a segunda geração do EcoSport, em 2012, e da mesma forma com a segunda geração do HB20, em 2019. Com o Fiat Pulse não tem sido diferente. Desde o início do ano, a italiana distribui informações homeopáticas do aventureiro, com direito à revelação do design no Big Brother.

E, depois de mostrar as linhas externas, anunciar o nome e divulgar dados da plataforma, a Fiat acaba de liberar o interior do Pulse. O modelo terá painel com desenho exclusivo, para se diferenciar de Argo e Cronos.

N/A

RECHEIO - O Pulse terá quadro de instrumentos digital e painel com design exclusivo; pacote inclui novo multimídia flutuante, monitor de faixa e carregamento sem fio

O principal destaque é o quadro de instrumentos digital, semelhante ao utilizado na picape Toro. Assim como os irmãos, o Pulse conta com multimídia flutuante com conexão com smartphones e comandos analógicos agregados abaixo do divisor de ar, como multimídia, refrigeração e assistentes.

O SUV contará com controle de tração, bloqueio de diferencial eletrônico, sensor de estacionamento e monitor de faixa de rodagem. Completa o pacote de conteúdos a dupla de portas USB e USB-C.

 

Outra novidade está no volante, que adota novo desenho. Os comandos de controle de cruzeiro, computador de bordo, telefonia e ajuste de áudio são padrão. O modelo também contará com borboletas para troca de marchas. Mas a novidade é a tecla Sport, no aro direito.

Motor turbo

O Pulse fará a estreia do motor Firefly 1.0 turbo. Essa unidade foi anunciada em 2019. A potência estimada é de 130 cv e torque entre 16 e 20 kgfm. A unidade será combinada com transmissão CVT, com emulação de 10 marchas, como foi confirmado com exclusividade pelo presidente da marca, Antonio Filosa, ao HD Auto.

O Pulse chega ao mercado ainda neste semestre para concorrer no segmento de acesso dos SUVs, onde figuram modelos como Nivus, WR-V e Tiggo 3x. E, para se manter presente diante dos concorrentes, a Fiat dará continuidade ao conta-gotas, para “segurar” o consumidor. A expectativa de preços deverá ficar entre R$ 85 mil e R$ 100 mil.

Leia mais:
Teste: Ford Ranger Black até vai na poeira, mas não gosta de se sujar
Audi lança terceira geração do RS3, com os mesmos 400 cv, mas com muito mais performance