O mercado de utilitários-esportivos (SUV) se ramificou nos últimos 20 anos. Dos modelos de porte médio surgiram versões compactas e também jipões imensos com valores absurdos. No entanto, os utilitários ajudaram a fomentar o nicho dos compactos aventureiros, que geralmente são versões com acabamento que sugere a robustez de um jipe, mas com corpo de carro miúdo. Nessa seara não há melhor exemplo que o finado CrossFox. Agora a VW pretende ocupar a lacuna deixada pelo pequenino com o Nivus.



O Nivus é a versão aventureira do Polo. Ele foi confirmado há poucos meses pela VW, mas ao invés de utilizar a carroceria do polo com adereços em plástico fosco e penduricalhos, o modelo terá carroceria própria, com estilo cupê.

O nome acabou de ser revelado, assim como a previsão de chegada para o primeiro semestre de 2020. O Nivus irá compartilhar plataforma MQB, que é utilizada na produção do Polo, Virtus e T-Cross.

E por falar em T-Cross, o Nivus irá se posicionar abaixo do jipinho alemão, que atualmente parte dos R$ 85 mil e chega a R$ 125 mil. Assim ele deverá se posicionar num patamar entre R$ 65 mil e R$ 80 mil, faixa em que figuram modelos como HB20X, Onix Activ, Argo Trekking, Ka Freeystile e Chery Tiggo 2.

Motores

A motorização do Nivus ainda é segredo. Mas a contar pelo posicionamento de preços é esperado que ele seja equipado com a unidade 1.6 16v de 120 cv, que equipa Gol, Voyage, Polo e Virtus, assim como o motor TSI 1.0 de 128 cv, presente no Polo, Virtus e T-Cross, com opções de caixa manual de cinco marchas e automática de seis velocidades.

Equipamentos

A ista de equipamentos e versões do Nivus deverá ser semelhante ao que é oferecido no Polo. Sua versão mais sofisticada deverá contar com quadro de instrumentos digital, partida sem chave, airbags, ar-condicionado digital, multimídia, trio elétrico (vidros, retrovisores e travas), além de faróis de neblina e rodas de liga leve. Já o acabamento deverá seguir o padrão espartano do restante da família Polo.
 

Com chegada prevista para o primeiro semestre de 2020, o Nivus irá compartilhar plataforma MQB, que é utilizada na produção do Polo, Virtus e T-Cross. A expectativa é a de que se posicione num patamar entre R$ 65 mil e R$ 80 mil