O design da atual geração do Hyundai HB20 gerou polêmica. Teve quem aprovou e também tiveram aqueles que detestaram as formas do compacto nacional. Mas fato é que a linguagem de design Sensuous Sportiness será a nova cara dos modelos da marca sul-coreana daqui para frente. O novo modelo que estreia com a “boca murcha” do HB20 é o sedã Sonata. 

O modelo, que tem grande aceitação no mercado norte-americano e se posiciona num degrau acima do Elantra, será a atração da marca no Salão de Nova York, que acontece entre 30 de março e 8 de abril. 

Tecnologia

Se o desenho está longe de ser tão interessante quanto aos de seus antecessores, o pacote de segurança do Sonata impressiona. O modelo inclui equipamentos como assistência avançada para evitar colisões, que inclui frenagem automática e controle adaptativo de cruzeiro, monitor de manutenção de faixa, além de um assistente para condução em rodovias, que será oferecido como opcional. 

Tudo é gerencial do por um conjunto de três radares, cinco câmeras e 12 sensores de ultra-som. Ou seja, ele rastreia tudo ao seu redor. 

Sob o capô, o Sonata pode ser equipado com dois motores. Ele conta com opção 2.5 (aspirada) de 191 cv e 24 mkgf de torque, além da unidade TGDI 1.6 turbo de 180 cv e 26,4 mkgf. Nos dois casos a transmissão é automática de oito marchas. 

No mercado norte-americano, o Sonata disputa mercado com Toyota Camry, Honda Accord e Chevrolet Malibu. Seu preço incial é de US$ 23 mil (R$ 96 mil).