Comparativo de automóveis é algo ingrato, pois sempre se corre o risco de confrontar versões nem tão parelhas, o que pode beneficiar ou prejudicar os modelos. Colocamos lado a lado Volkswagen Virtus Highiline 200 TSI e Fiat Cronos Precision 1.8. Ambos chegaram no primeiro semestre deste ano e se destacam pela ampla oferta de espaço no bagageiro e estilo mais sofisticado que os cansados Grand Siena e Voyage. Mas qual é a melhor escolha? Bom, quem irá decidir é amigo leitor, vamos apenas pontuar o que cada um oferece.

O Virtus tem desenho moderno, que segue a atual orientação de estilo da VW. O vinco na linha de cintura faz dele mais largo. Com 4,48 metros, ele é um carro grande, que se passa por médio facilmente. A versão conta com luz diurna (DLR), que favorece a segurança.

Já o Cronos tem desenho mais arrojado, cheio de vincos com faróis (apenas com assinatura em LED e que não funcionam como DLR) e lanternas mais imponentes, mas que não fazem dele um esportivo. Com 4,36 metros, ele não esconde que é um compacto por formação. 

Por dentro

O Cronos tem arquitetura agradável. Com posição de dirigir elevada, oferece boa visibilidade. O painel tem como destaque a tela multimídia suspensa, como nos Mercedes e os grafismos indicam melhor qualidade nos materiais. No entanto, os plásticos são duros e a forração dos bancos em tecido não dá percepção de sofisticação.

Como de praxe, é preciso rechear o modelo com opcionais como ar-condicionado digital; multimídia com tela de sete polegadas e conexão nos padrões Apple CarPlay e Android Auto; sensores de chuva e crepuscular; câmera de ré; retrovisor interno eletrocrô-mico; e retrovisores externos com rebatimento e ajustes elétricos.

No caso do Virtus, a posição de dirigir é mais baixa, mas bastante prazerosa. O desenho do painel é simples, o que lhe dá um aspecto mais pobre que o do Cronos. No entanto, a cereja do bolo é o quadro de instrumentos digital, que permite diversas configurações, inclusive projetar o navegador GPS.

Mas assim como o rival, é preciso investir em conteúdos opcionais para obter ar-condicionado digital (de uma zona); multimídia com conexão para telefones; câmera de ré e até mesmo leitor de CD no porta-luvas, retrovisores elétricos, com função para ré. 

Espaço interno

O Virtus oferece espaço interno ímpar. Seus 2,65 metros de entre-eixos garantem ótimo espaço para quatro adultos. Já o porta-malas de 521 litros tem espaço de sobra e conta com segundo assoalho para separar volumes.

O Cronos tem 5,52 metros de distância entre-eixos que não comprometem, mas também não fazem dele uma referência em espaço. No entanto, os 525 litros do bagageiro contam a favor. 

Motor e câmbio

O Cronos Precision é equipado com motor 1.8 de 139 cv e 19,2 mkgf de torque, além de caixa automática de seis marchas, com borboletas no volante. Apesar da boa cavalaria, ela aparece só com o motor cheio, assim como o torque. Mesmo assim, ele oferece ótimo comportamento e comodidade, tanto na cidade quanto na estrada. 

O Virtus Highline combina o moderno motor TSI 1.0 de 128 e 20 mkfg de torque com uma transmissão automática de seis marchas, também com trocas no volante. Apesar de menos potente que o sedã italiano, o VW tem como bom atributo a boa oferta de torque em baixa rotação, devido ao uso do turbocompressor. Isso dá a ele um bom vigor em arrancadas e também na hora de ultrapassar na estrada.

Consumo

Tanto o Virtus quanto o Cronos foram avaliados nas mesmas condições. Foram aproximadamente 500 quilômetros rodados com cada um, num combinado de trajeto urbano e rodoviário. 

Os dois carros rodaram com lotação máxima e apenas com motorista. Dessa forma, o Virtus, abastecido com álcool, registrou média de 10,8 km/l no combinado entre trajeto urbano e rodoviário. Já o Cronos, também abastecido com álcool, anotou média de 9,8 km/l.

Segurança

As duas versões avalia das contavam com controles de estabilidade (ESP) e tração, assim como assistente de partida em rampa (Hill Holder). O Virtus conta com disco nas quatro rodas, enquanto o Cronos recorre a disco na frente e tambor na traseira. 

As duas versões também estavam equipadas com bolsas laterais e cortinas, sendo que no VW são itens de série da versão Highline e no Cronos Precision são vendidos como opcionais. 

O Virtus Highline parte de R$ 79.990 e vai até R$ 88.149. Já o Cronos Precision inicia em R$ 69.990 e chega a R$ 82.220.