Justiça seja feita, quando a Volkswagen lançou o T-Cross, com preços entre R$ 85 mil e R$ 125 mil, não titubeamos em afirmar que ele era “salgado” bacalhau. Mas ninguém sabia que a Honda iria carregar tanto no sal, como fez com o HR-V Touring, que estreia por assustadores R$ 139.900. 

A versão retorna para ocupar o topo da linha do jipinho, mas com o incremento do motor turbo 1.5 de 173 cv e 22,4 mkfg de torque. A mesma unidade que equipa o Civic Touring, que custa R$ 128.900 e que tecnicamente está bem à frente do jipinho, com direito a suspensão independente tanto na frente, quanto no eixo traseiro, enquanto o HR-V recorre ao trivial eixo rígido.

Conteúdos
Para justificar o preço exacerbado, a Honda buscou na prateleira do Civic Touring e do Accord equipamentos como partida sem chave, destrava das portas presencial, câmera de manobras no retrovisor direito, assim como aplicou sensores dianteiros e traseiros e câmera de ré. 

O destaque da versão fica por conta do teto solar panorâmico, item que não existe em nenhum modelo da marca por aqui. E para completar o HR-V turbinado ainda conta com acabamento em couro branco, que deixou o visual bastante interessante. O problema é que couro claro suja só de olhar.

Restante da linha
As demais versões do utilitário-esportivo também receberam novidades. A versão EXL (R$ 111.900) passa a oferecer os sensores de estacionamento dianteiros e traseiros, enquanto a EX (R$ 101.700) passa a contar com central multimídia de 7 polegadas touchscreen, com conectividade aos sistemas Apple CarPlay e Android Auto. A mesma oferecida na EXL e também na Touring. Já a versão LX ( R$ 94.400) recebe tela de 5 polegadas. 

Assista também