O Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M) - usado no reajuste dos contratos de aluguel do país, teve inflação de 3,28% em novembro deste ano. Segundo a Fundação Getulio Vargas (FGV), o percentual é maior que o de outubro: 3,23%.

Com o resultado, o IGP-M acumula inflação de 24,52% em 12 meses, índice seis vezes maior do que o acumulado em novembro de 2019.

O índice vem sendo puxado pelo preço das commodities agropecuárias, como o milho, trigo e bovinos.

O Índice de Preços ao Produtor Amplo, que mede o atacado, teve  inflação de 4,26%. O Índice de Preços ao Consumidor, que mede o varejo, ficou em 0,72%. Já o Índice Nacional de Custo da Construção registrou variação de 1,29%.

Leia também:
Caixa paga R$ 1,2 bi de auxílio emergencial para nascidos em abril
Fim de semana em BH deve ter altas temperaturas e céu nublado, mas sem chuvas
PBH prorroga campanhas de vacinação até a próxima semana; saiba como se imunizar