Quem achou que a JAC estava com papo de pescador, há um ano, quando ela anunciou um pacotão de modelos elétricos, inclusive uma picape média, precisa dar o braço a torcer. A marca chinesa acaba de lançar a IEV 330 P. Primeira picape elétrica deste porte no mundo.

O utilitário com carranca de Toyota Hilux chega em apenas uma versão, com preço sugerido de R$ 289 mil. Valor que faz dela a média mais cara do mercado, superando as topo de linha diesel, como a Mitsubishi L200 Triton Sport HPE-S, que custa R$ 232 mil e Toyota Hilux GR-S II, que custa R$ 239.590.

Para convencer o consumidor a levar para casa uma picape elétrica, que custa R$ 50 mil a mais que a versão topo de linha da líder de vendas entre as médias, a JAC aposta no pioneiro motor elétrico que entrega 150 cv e 33,7 mkgf (com disponibilidade constante). 

Por dentro, a picape conta com quadro de instrumentos que combina relógios analógicos com grande mostrador digital, multimídia de sete polegadas, câmera de ré, ar-condicionado, sensor de ré e até mesmo kit de reparo para furos nos pneus.

Capacidades

A IEV 330 P também conta com caçamba longa com 1,81 m, que eleva o comprimento total do utilitário para 5,61 m. No entanto, apesar do maior volume que as demais médias do mercado, a capacidade de carga é de apenas 800 quilos, 80 quilos a mais que o que comporta uma Fiat Strada cabine plus, da nova geração. A capacidade cerca de 20% maior em relação aos modelos concorrentes muito se deve pelo lastro das baterias. Elas adicionam 364 quilos ao peso total do carro, que pesa 2,2 toneladas. 

Baterias e autonomia

O kit de baterias é de fosfato de ferro-lítio de 67,2 kWh, que a marca garante ser o composto mais indicado para aplicações de transporte de carga. Segundo a marca, esse tipo de bateria tem menor densidade que as convencionais pilhas de íon-lítio. 

O tempo de recarga completa é de 8 horas na corrente alternada. Numa Wallbox, o ciclo de recarga cai para apenas 90 minutos. 

No entanto, a autonomia da picape é de até 320 quilômetros. Uma quilometragem baixa quando se trata um utilitário que muitas vezes tem a função de transporte de carga rodoviária. Ou seja, o raio máximo do veículo é de 160 quilômetros de sua base. 

Caminhão

 

caminhão elétrico JAC

Caminhões elétricos já são uma realidade lá fora. No Brasil, a Volkswagen apresentou o conceito elétrico do pequeno Delivery (na última edição da Salão Internacional de Transporte Rodoviário (Fenatran), em 2019), que ainda não saiu do papel. E junto da picape, a JAC também lançou o IEV 1200 T, caminhão de 7,5 toneladas de PBT e motor elétrico de 122,4 mkgf. Como o utilitário tem capacidade de carga de até 4 toneladas, o veículo pode rodar até 200 quilômetros com uma carga de bateria, o que também limita o raio de atuação. O preço sugerido é de R$ 349.900. 

Apesar de ter sido lançado oficialmente agora, o utilitário já vem sendo comercializado desde abril. Segundo a JAC, já foram vendidas 100 unidades do caminhão e a expectativa é a de que outras 50 sejam comercializadas até dezembro.