O último supercarro da Jaguar foi o lendário XJ220, fabricado entre 1992 e 1994, com 281 unidades. Esse carro estreou numa época em que a categoria GT1 da FIA estava em ascensão. Depois disso, a Jaguar cozinhou o projeto C-X75 que nunca chegou a ser concretizado.

Agora a marca apresenta o Vision Gran Turismo SV Concept, modelo virtual desenvolvido para o game “Gran Turismo Sport”. O carro seria uma versão exclusiva para pistas, em relação ao Jaguar Vision Gran Turismo Coupé, que também foi desenhado para o game. Ele é como o Gato de Cheshire, de Lewis Carroll, personagem de “Alice no País das Maravilhas”.

E mesmo que seja um carro de videogame a Jaguar aponta que o retorno dado pelos jogadores ajudou a marca no desenvolvimento do novo carro. Ponderações sobre comportamento dinâmico, dentre outros aspectos foram incorporados na criação do carrinho. 

Basicamente o que a Jaguar fez, com foco numa estratégia de marketing, é o que é feito pela indústria, no processo de desenvolvimento de um automóvel. Hoje, antes de um novo carro ganhar um protótipo real, a fábrica projeta o carro em ambiente computacional e é capaz de prever o comportamento do carro antes mesmo de ele ter o primeiro painel de carroceria estampado na prensa.

Depois de pronto para o game, a Jaguar construiu uma unidade em tamanho real, que é de praxe nos bólidos virtuais. Mas não se trata de um carro dirigível, apenas um mocap.

Apesar de ser um carrinho de mentirinha, o bólido foi construído respeitando comportamento dinâmico real, de acordo com os parâmetros de física do jogo. E para chegar aos números de performance, a Jaguar desenhou a estrutura seguindo à risca como um carro de verdade se comportaria. 

Com 5,54 m de comprimento e 2,72 m de entre-eixos, o carro foi projetado para entregar comportamento dinâmico perfeito, com direito a barbatana longitudinal, um imenso aerofólio, estratores e tudo mais que se exige em um carro de alta performance.</CW>

No universo “Gran Turismo Sport”, o Vision Gran Turismo SV Concept é um supercarro de corridas elétrico de 1.903 cv e 336 mkgf. Segundo a marca, essa máquina “binária” é capaz de acelerar de 0 a 100 km/h em 1,65 segundo e velocidade máxima de 408 km/h.

“Recebemos um objetivo: levar tudo o que torna o Jaguar Vision GT Coupé tão especial - o desempenho, o manuseio e a trilha sonora - e levá-lo a outro nível. A equipe não apenas atingiu essa meta - ela a superou, desenvolvendo um carro elétrico virtual que realmente poderia competir com sucesso nos extremos das corridas de resistência de 24 horas. Não só isso, eles foram capazes de ver seu trabalho no mundo virtual, que se tornou realidade com a produção do impressionante modelo em escala real que sem dúvida irá empolgar os jogadores sobre o que está por vir no Gran Turismo”, aponta o diretor de Engenharia da Jaguar SV, Jamal Hameedi.

Assim, num mundo híbrido em que real e virtual se fundiram, a Jaguar volta ao mundo dos supercarros, mesmo que seja só uma ilusão como o felino de Lewis Carroll.