Viralizou nas redes sociais um vídeo de uma sessão da Assembleia Legislativa de quarta-feira (8), Dia Internacional da Mulher, em que o deputado estadual João Leite (PSDB) afirma gostar do “modelo de mulher” “amável” e “silenciosa” que estaria representado pela deputada Geisa Teixeira (PT), sentada à mesa diretora da Casa.

“Eu queria agradecer a paciência da presidente Geisa Teixeira, tão amável. Gostei desse modelo de mulher na mesa. Educada, amável, silenciosa”, disse João Leite.

A deputada Geisa Teixeira criticou a situação. “Achei um absurdo essa forma elogiosa retrógrada. Uma mulher que ocupa o parlamento jamais é silenciosa. As mulheres que chegaram ao parlamento não são somente guerreiras, como são portadoras de muita voz”, disse ao Hoje em Dia, pontuando que apenas 6 dos 77 parlamentares da Assembleia Legislativa mineira são mulheres e que o momento é de se discutir a ampliação da representatividade da mulher na política.

Para Geisa, o fato de ela atuar de forma educada no ambiente da Assembleia, um espaço marcado pelo debate aguerrido, pode ter sido interpretada de forma equivocada pelo deputado João Leite. “Ser educada não quer dizer silenciosa. Se nós, mulheres, estamos no parlamento, é porque temos voz”.

Internautas têm considerado o caso como mais uma gafe política no dia Internacional da Mulher. Ontem, o presidente da República Michel Temer (PMDB) afirmou, em cerimônia especial sobre a data, que “na economia (...) a mulher tem uma grande participação. Ninguém mais é capaz de indicar os desajustes, por exemplo, de preços em supermercados”. Temer também reforçou o estereótipo de que o papel principal da mulher é o cuidado do “lar”.

Veja o vídeo com o pronunciamento do deputado João Leite:

 

 

Outro lado

O deputado estadual João Leite lamentou a forma como o vídeo foi divulgado e afirmou que a cena em que ele fez a declaração foi retirada de contexto. De acordo com o deputado, a sua fala foi feita no sentido de valorizar o papel da deputada Geisa Teixeira, que havia acabado de conseguir resolver uma briga entre parlamentares no plenário de forma não violenta.

"No Dia Internacional da Mulher, fiz homenagens públicas à minha neta, que nasceu ontem, à delegada Ana Maria, de Contagem (mulher negra que foi demitida injustamente) e à deputada Geisa Teixeira, que presidiu a reunião e soube conduzir de forma exemplar a resolução de uma briga no plenário. Por isso a elogiei. O vídeo foi editado e está sendo divulgado fora de contexto para me atingir", afirmou ao Hoje em Dia.

Ainda segundo o deputado, ele fez "um discurso longo de homenagem" às mulheres. "Sou pai de cinco mulheres. Minhas filhas são atletas, tenho todo respeito às mulheres, fui presidente da Comissão de Direitos Humanos. Isso que estão fazendo é uma injustiça comigo", argumenta.

 

Confira o pronunciamento do deputado na íntegra