O candidato a prefeito do PSDB, João Leite, votou no início da tarde no Estadual Central. Acompanhado dos senadores Aécio Neves e Antônio Anastasia, do ex-governador de Minas Gerais Alberto Pinto Coelho e da família, o tucano pediu cautela no voto. "Você precisa saber escolher quem vai cuidar da educação dos seus filhos, da saúde da sua família, e nós tivemos a campanha mais preparada, temos mais experiência", afirmou.

Aécio comemorou o que chamou de "queda do maior adversário político do partido", o PT,  e destacou o sucesso do PSDB, que disputa o 2º turno em várias capitais. Com o avanço de influência política do correligionário Geraldo Alkmin na corrida presidencial para 2018, o senador descartou discussões sobre o assunto no partido.

"Sabemos que, historicamente, quem vai bem nas eleições municipais também conquista apoio nas eleições nacionais. Mas para 2018 ainda faltam dois anos, não é o momento de falar disso agora. Se a eleição fosse agora, com base no resultado geral do partido, temos certeza que o PSDB seria o grande vitorioso", disse, também louvando a "campanha propositiva" de João Leite.

João vai aguardar a apuração do resultado no seu apartamento, na região centro-sul. De lá, faz um pronunciamento à noite na sede belo-horizontina do PSDB.     

Pesquisa

Conforme pesquisa da Datafolha, divulgada nesse sábado (29), Kalil tem 52% das intenções dos votos, enquanto João Leite (PSDB) tem 48%. Como a margem de erro é de dois pontos percentuais para mais, ou para menos, isso significa que os candidatos estão tecnicamente empatados. O nível de confiança da pesquisa é de 95%.

Já nos dados gerais em que se leva em consideração também os votos nulos e brancos e os indecisos, Kalil aparece com 37% dos votos, enquanto João Leite tem 34%. Votos brancos, nulos e nenhum somam 19%, e não sabem ou não responderam, 10%.

O Datafolha ouviu 1.973 eleitores de Belo Horizonte entre os dias 28 e 29 de outubro. A pesquisa foi registrada no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) com o número MG-03801/2016.