A Justiça determinou o bloqueio de R$ 1 bi da mineradora Vale em função da barragem de Vargem Grande, em Nova Lima, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. A decisão é da 1ª Vara Civil da Comarca de Nova Lima, no âmbito de ação civil proposta pelo Ministério Público de Minas Gerais. A informação foi confirmada pela própria Vale. 

O objetivo é resguardar a reparação de danos causados às pessoas atingidas pela evacuação da Zona de Auto Salvamento da barragem de Vargem Grande, assim como de potenciais danos às pessoas e ao meio ambiente em caso de rompimento, como explica a Vale em comunicado, no qual afirma que não foi formalmente notificada e que "adotará as medidas cabíveis no prazo legal."

Conforme a decisão, de 29 de março, a Vale também deve se abster de praticar qualquer ato tendente a construir, operar, alterar e/ou utilizar a Barragem Vargem Grande, e adotar "certas medidas" para garantir a estabilidade e segurança da barragem e das outras estruturas do complexo onde está situada.

A companhia ressalta que não foi alterada a projeção de vendas de minério de ferro e pelotas que havia sido divulgada um dia antes, "tendo em vista que as operações do complexo de Vargem Grande já se encontravam paralisadas por determinação da Agência Nacional de Mineração."