A Justiça Eleitoral cancelou o título de eleitor de 226.761 pessoas em Minas Gerais, de acordo com o Tribunal Eleitoral Regional (TRE-MG). No país, mais de 2,4 milhões eleitores não cumpriram com as obrigações eleitorais e não regularam a situação dentro do prazo.

Quem teve o título cancelado deverá pagar uma multa e, em seguida, poderá fazer a regularização da sua situação no seu cartório eleitoral, levando documento de identificação oficial original com foto, comprovante de residência e o título, se ainda o possuir. A guia para pagamento da multa pode ser emitida no site do TRE.

O eleitor que teve o documento cancelado poderá ser impedido de obter passaporte ou carteira de identidade, receber salários de função ou emprego público e contrair empréstimos em qualquer estabelecimento de crédito mantido pelo governo.

A irregularidade também pode gerar dificuldades para inscrição, investidura e nomeação em concurso público; renovação de matrícula em estabelecimento de ensino oficial ou fiscalizado pelo governo; e obtenção de certidão de quitação eleitoral ou qualquer documento perante repartições diplomáticas a que estiver subordinado, entre outras.

Para saber se o seu título foi cancelado, basta consultar a situação no Portal do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), na área "Serviços ao Eleitor – Situação eleitoral – consulta por nome ou título". Caso prefira, o eleitor pode comparecer a qualquer cartório eleitoral com um documento de identificação com foto.