Um dos principais apoiadores da candidatura de Ciro Gomes (PDT) à Presidência da República, o prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil (PHS), mantém a esperança de o pedetista avançar ao segundo turno das eleições.

Em visita às obras de urbanização das vilas Fazendinha e Nossa Senhora Aparecida, no Aglomerado da Serra, na região Centro-Sul da capital, Kalil comentou sobre a última pesquisa de intenção de voto para presidente, que apontou o distanciamento de Ciro para Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PT), que lideram a corrida.

“Pesquisa é pesquisa. Eu acho que não acabou. Acredito que o Ciro Gomes (PDT) tem chances de ir para o segundo turno, e não deixar essa polarização maluca que nós estamos arriscados a ter no segundo turno entre PT e Bolsonaro. Vai ser um “pega pra capá” e nessa eu não quero entrar agora”, revelou o prefeito.

Desde que Kalil oficializou apoio a Ciro, há cerca de três semanas, o presidenciável vem intensificando a campanha em Belo Horizonte, em uma demonstração clara de que aposta na influência do prefeito da capital mineira para subir nas pesquisas.

O ex-governador do Ceará, que esteve em BH no último sábado, volta à cidade nesta quinta-feira (27), para participar de um debate com lideranças de movimentos culturais, no centro da cidade.

Independente 

Em relação a um possível desgaste com a direção nacional do PHS, que optou em apoiar Henrique Meirelles (MDB) na disputa pelo Palácio do Planalto, Kalil foi enfático.

“Estou apoiando o candidato Ciro Gomes porque acho que é o melhor candidato, sou livre para isso, não comando ninguém, não sou grande líder de nada. Então, vou votar no Ciro Gomes porque acho que ele é o mais preparado, assim como vou votar no Carlos Viana, porque acho que ele é mais preparado”, completou.