As fabricantes sul-corea nas Hyundai e Kia resolveram radicalizar no design de seus carros. A primeira lançou sua atual linha de estilo há cerca de três anos e que, inclusive, já impactou no HB20. Já a Kia resolveu também dar uma sacudida na sua linha de design que hoje é comandada por Karim Habib.

E para reforçar a nova linha de estilo a Kia acaba de apresentar a nova geração do Sportage, modelo que colocou a marca no segmento de SUVs, em 1993. A quinta renovação do modelo foi a mais rápida em seus quase 30 anos de mercado, com intervalo de apenas cinco anos.

Comparado com a atual geração, o novo Sportage ganhou quase 20 cm de comprimento. São 4,66 metros e distância entre eixos de 2,75 metros, que fazem dele um SUV de porte semelhante ao BMW X3.

Com visual futurista e inspirado no elétrico EV6, o SUV perdeu as linhas elegantes da geração anterior. Agora o Sportage conta com design arrojado com destaque para a seção frontal, com conjunto óptico integrado à grande grade e adornado pela assinatura de LED em forma de bumerangue. A versão X-Line acentua o visual com para-choque exclusivo, que forma um segundo módulo na grade.

“Reinventar o Sportage deu à nossa equipe de design a oportunidade de fazer algo novo; inspirar-se no recente relançamento da marca e na introdução do EV6 para inspirar os clientes por meio de um design SUV moderno e inovador. Com o novo Sportage, não simplesmente quero dar um passo à frente, mas, em vez disso, passar para um nível diferente na classe de SUV”, diz Habib, vice-presidente sênior de design, valorizando a equipe.

Nas laterais, o destaque fica por conta da linha de cintura elevada que se fecha até a última coluna. Elemento é combinado com os para-lamas alargados, que fazem do coreano mais musculoso. Já na traseira, as lanternas têm formato irregular. O SUV também inaugura o novo formato da logo que cria uma forma única utilizando as três letras do nome.

Motor

Por hora, a Kia oferecerá o novo SUV com motor 1.6 turbo e 2.0 diesel. A unidade a gasolina é a mesma que a Hyundai equipa o “New” Tucson, lançado aqui em 2016. Com 2 cv à mais, o bloco entrega 179 cv e 27 kgfm de torque. 

O motor a gasolina pode ser combinado com transmissão manual de seis marchas ou automática de dupla embreagem e sete velocidades. Já a unidade turbodiesel de 185 cv utiliza câmbio de oito marchas.

Por dentro

Se o Sportage é futurista por fora, por dentro ele não poupa em ousadia. O SUV ganhou um painel com uma imensa tela que agrega quadro de instrumentos digital e multimídia.

Ele ainda conta com uma terceira tela, com botões analógicos. O visor serve tanto para os comandos do ar-condicionado, assim como para os comandos do rádio. 

Nas versões automáticas, o sul-coreano conta com seletor de marchas circular, num formato que lembra os Ford Edge e Bronco Sport. Apesar de limpo, o console agrega comandos de aquecimento dos bancos e volante, freio de estacionamento, câmeras e seletor de condução.

No Brasil

Por aqui, a chegada do Sportage é praticamente certa. Afinal a operação da Kia no país depende do que a matriz tem na prateleira. Sua chegada deverá acontecer em 2022.

O SUV é um dos principais produtos da marca no país e teve seu auge na terceira geração. O melhor desempenho do SUV foi registrado em 2012, quando emplacou 9.137 unidades, segundo a Fenabrave. 

Este ano o Sportage emplacou apenas 679, entre janeiro e junho. Quem sabe o jipão futurista dê aquela revigorada que a marca anda devendo por aqui?