A Lexus apresentou a nova geração do sedã IS, que figura no segmento de médios premium, como BMW série 3, Audi A4 e Mercedes-Benz Classe C. Ao contrário das intervenções “exóticas” que a marca tem aplicado em boa parte da gama, para o IS ela adotou um estilo mais sóbrio.

Mesmo assim, o sedã tem desenho agressivo, uma grande grade como se fossem dois trapézios fundidos, mas trocou os faróis em dois níveis por uma peça única. Na traseira, as lanternas triangulares também tiveram o desenho suavizado. Os vincos laterais dão ao sedã um porte atlético, que dão a impressão de que os para-lamas são mais largos que o restante da carroceria. 

“Buscamos um design agressivo por meio de uma postura ampla e baixa que evoque um senso de direção e uma linha de caráter acentuada. Para alcançar um alto grau de design, os membros da Lexus em planejamento de produtos, tecnologia de produção, engenharia e estilo combinaram várias ideias e, unidas ao desenvolvimento desde o estágio inicial, isso nos permitiu alcançar as proporções de um cupê de quatro portas com baixo centro de gravidade, forma explícita e outros elementos que expressam a visão de mundo do novo IS”, explica Kenichi Hirai, chefe de Design da Lexus.

As rodas aro 19 completam o conjunto. Ou seja, mantiveram a esportividade sem exagerar nos elementos. Alguém do time de desenvolvimento do novo BMW Série 4 poderia se inspirar nos japoneses.

Conteúdos

Novo IS vem repleto de equipamentos como assistentes de direção e sistemas de segurança, que a marca batizou de Lexus Safety System+. A parafernália monitora o tráfego ao redor do carro, mantém o veículo na faixa, ajusta velocidade de acordo com o trânsito, localiza obstáculos à frente, detecta pedestres, auxilia na condução e também é capaz de detectar estresse do motorista. Nada que vá além do já oferecido pelas marcas de luxo europeias, mas não deixa de ser um diferencial, quando se trata do modelo de entrada da marca japonesa.

O painel do Lexus tem estilo agressivo, com uma grande tela retangular flutuante de 10,3 polegadas (com acesso às câmeras externas, Android Auto e Apple CarPlay) e quadro de instrumentos digital. Ele oferece trackpad (como em um notebook) para navegar na central multimídia, ar-condicionado digital de múltiplas zonas e acabamento totalmente em couro. 

Motor

Debaixo do capô, o IS é equipado com uma unidade turbo 2.0 de 241 cv 35 mkgf de torque, além de caixa de seis marchas. No entanto, ele também pode vir equipado com o motor V6 3.5 aspirado de 260 cv e 32,6 mkgf, na versão IS 300. O mesmo motor também é disponível na versão IS 350, em que a potência sobe para 311 cv e o torque de 38,7 mkgf.

Na versão mais potente, a tração é integral e nas demais, apenas traseira. Ou seja, a versão turbo é a mais legal disparado, pois entrega torque em baixa rotação, apenas nas rodas traseiras, e ainda bebe menos.

Vendas

Segundo a Lexus, o novo IS será vendido nos Estados Unidos, Canadá, Japão e demais mercados asiáticos, além do Oriente Médio. A Europa está fora dos planos da marca e para o mercado latino haverá localidades específicas, como o Brasil. 

No entanto, ainda não há data de lançamento e muito menos possíveis preços, uma vez que o dólar anda oscilando bastante por aqui. Nos Estados Unidos, o sedã partirá de US$ 59 mil (R$ 317 mil).