O comércio de Belo Horizonte não está autorizado a funcionar na sexta-feira da semana que vem, dia 14, data em que se comemora a Paixão de Cristo. Segundo a Câmara de Dirigentes Lojistas de Belo Horizonte (CDL/BH), a medida atinge as lojas de rua da capital mineira. 

Bancos e órgãos públicos municipais e estaduais também não abrem na Sexta-feira da Paixão. Já as lojas dos shoppings têm convenções próprias, porém ainda não divulgaram sobre o funcionamento na data.

Conforme a CDL, durante o feriado não é permitido o trabalho de funcionários nas lojas da cidade. O comerciante que descumprir a lei está sujeito a pagamento de multa de R$ 4.025. O empresário até pode abrir a loja, desde que não conte com a mão de obra do empregado.

Serviço essencial

Padarias, supermercados, farmácias, postos de gasolina, bares, restaurantes e outras atividades tidas como essenciais podem funcionar normalmente durante o feriado de Paixão de Cristo.