O número de pessoas infectadas com ebola passou 17 mil, afirmou a Organização Mundial da Saúde (OMS) nesta terça-feira (2). Os dados incluem 200 novos casos desde a atualização feita nessa segunda (1º). Mais de 6 mil pessoas morreram infectadas pela doença. A maioria das transmissões aconteceram na Guiné, Libéria e Serra Leoa.

A OMS afirmou também que a Espanha está oficialmente livre do vírus depois que o país passou 42 dias (o dobro do período de incubação do ebola) sem qualquer caso novo. Em 6 de outubro, autoridades espanholas confirmaram que uma enfermeira contraiu a doença após tratar um paciente que retornou de Serra Leoa. Ela se recuperou do vírus.

Em Serra Leoa, o porta-voz do Ministério da Saúde, Jonathan Abass Kamara, afirmou que o médico Thomas Rogers testou positivo para o ebola e foi internado em um centro de tratamento britânico em Kerr Town, próximo à capital, Freetown. Ele trabalhava no hospital Connaught e foi levado para uma clínica especial reservada para profissionais de saúde infectados na qual atuam médicos do Exército britânico.

Fonte: Associated Press e Dow Jones Newswires.