O novo prazo para saque do abono salarial PIS/Pasep ano-base 2016 começa em 26 de julho e vai até 30 de dezembro. O pagamento do benefício referente ao ano-base 2017 também começará a ser pago no dia 26 de julho.

Segundo o Ministério do Trabalho, em Minas, mas de 197 mil trabalhadores ainda não sacaram o benefício e o valor para os trabalhadores do estado é o terceiro maior do país e chega a R$ 146.878.898,29. Na região Sudeste, o benefício poderá ser retirado por mais de 915,7 mil trabalhadores, totalizando R$ 670.617.454,46.

Em todo o país quase dois milhões de trabalhadores ainda não sacaram o benefício, o que corresponde a 7,97% do total de pessoas com direito ao recurso. O valor ainda disponível chega a R$ 1,44 bilhão. 

O valor que cada trabalhador tem para sacar depende de quanto tempo ele trabalhou formalmente em 2016. Quem trabalhou o ano todo recebe o valor cheio, o que equivale a um salário mínimo (RS 954). Quem trabalhou por apenas 30 dias recebe o valor mínimo, que é R$ 80.

Pode sacar o abono salarial ano-base 2016 quem estava inscrito no PIS/Pasep há pelo menos cinco anos; trabalhou formalmente por pelo menos 30 dias em 2016 com remuneração mensal média de até dois salários mínimos; e teve seus dados informados corretamente pelo empregador na Relação Anual de Informações Sociais (Rais).

Os trabalhadores da iniciativa privada devem procurar a Caixa. A consulta pode ser feita pessoalmente, pela internet ou no telefone 0800-726 02 07. 

Já os servidores públicos devem procurar o Banco do Brasil, que também fornece informações pessoalmente, pela internet e pelo telefone 0800-729 00 01.