Quem deseja se beneficiar da Lei 13.932/19, que instituiu o Saque Imediato no Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), tem até 31 de março para retirar até R$ 998 em cada conta ativa ou inativa. Em Minas, segundo a Caixa Econômica Federal (CEF), 6,57 milhões de trabalhadores fizeram os saques, que totalizaram R$ 2,95 bilhões. Outros 3,7 milhões ainda não aderiram à opção. Eles podem sacar, ao todo, R$ 809 milhões.

O Saque Imediato foi uma estratégia do governo federal para alavancar a economia brasileira. A lei permite a retirada das seguintes quantias: o trabalhador que tinha até R$ 998 em 24 de julho de 2019 pode sacar todo o valor e aquele que tinha mais de R$ 998 na mesma data pode retirar até R$ 500.

É bom deixar claro que o Saque Imediato não levará o titular da conta a migrar para a modalidade Saque Aniversário, aquela em que a pessoa pode retirar parte do saldo da conta do FGTS anualmente, sempre no mês do nascimento. O valor oscila de acordo com o valor depositado.

Opção

O banco informou ainda que quem tem cartão cidadão e senha pode sacar, também, nos correspondentes Caixa Aqui, apresentando o documento de identificação. “Caso o valor seja de até R$ 100 por conta, o trabalhador pode fazer o saque nas casas lotéricas utilizando apenas o documento de identidade original com foto”, informou a Caixa

Para o professor de finanças Paulo Vieira, o valor pode ser bem empregado para quitar dívidas, “principalmente as onerosas, com juros mais altos que o rendimento do FGTS”, melhorar a avaliação de crédito, reorganizar a vida financeira e até adquirir bens, como eletrodomésticos. 

Segundo ele, entre os que ainda não sacaram, há desde pessoas que desconhecem a possibilidade, em um país com educação financeira ainda incipiente, até os que deixarão para a última hora. Fora, claro, os que optam por deixar o dinheiro guardado. “Muitas pessoas chegaram à conclusão de que é melhor não sacar Apesar de o rendimento não ser muito grande, há pessoas que têm dificuldade em poupar, por exemplo, então preferem que seja isso ocorra compulsoriamente”, diz.

Leia mais:

FGTS: cerca de R$ 15 bilhões ainda podem ser retirados
Consumo das famílias é grande motor da economia, diz IBGE
Caixa anuncia financiamento imobiliário com juros fixos
FGTS vai reduzir descontos no financiamento da casa própria em 2021