Uma pesquisa realizada nos 26 Estados brasileiros e no Distrito Federal indicou que 70,7% dos entrevistados não apoiariam uma intervenção militar do Governo brasileiro na Venezuela. No levantamento feito pela Paraná Pesquisas, 23,6% afirmaram que apoiariam uma intervenção e 5,7% não souberam ou não responderam.

Entre o público feminino, a porcentagem de pessoas que não apoiam uma intervenção é ainda maior, 74,2%. Já entre os homens, 66,8% dos entrevistados disseram que não apoiam uma possível ação das Forças Armadas em solo vizinho.

Veja os números da pesquisa de forma mais detalhada:

pesquisa intervenção militar venezuela paraná pesquisas

De acordo com o instituto de pesquisas, foram entrevistados 2.452 habitantes de diferentes faixas etárias, escolaridades, níveis econômicos e posições geográficas. O trabalho de levantamento de dados foi feito através de entrevistas telefônicas com habitantes de idade superior a 16 anos em 180 municípios, entre os dias 14 e 18 de maio. O grau de confiança é de 95%, com margem de erro de 2%.

A Venezuela vive uma crise política e econômica sem precedentes e muitos países não reconhecem a autoridade do presidente Nicolás Maduro. Cerca de 3,7 milhões de pessoas deixaram a Venezuela, a maioria desde 2015, de acordo com a ONU.

O governo brasileiro reconhece Juan Guaidó, presdiente da Assembleia Legislativa, como presidente encarregado do país vizinho. O presidente Jair Bolsonaro já sinalizou que poderia realizar uma intervenção militar na Venezuela. Desde fevereiro, a fronteira foi fechada pelo governo de Maduro na divisa com o Brasil.