Mais um navio de imigrantes afundou no mar mediterrâneo e deixou dezenas de pessoas mortes, segundo informou, nesta terça-feira, a organização não-governamental Save the Children. A tragédia ocorreu entre o norte da Líbia e o sul da Itália, próximo à ilha de Sicília.

Acredita-se que a embarcação tenha afundado no domingo, quando um navio comercial, o Zeran, se aproximou para resgatar os sobreviventes, que foram deixados hoje em Catania, na Itália. Segundo relatos dos sobreviventes, muitos de seus colegas caíram no mar e não conseguiram se salvar.

O fim de semana registrou um aumento significativo nos resgates de imigrantes, uma vez que os contrabandistas aproveitaram a calmaria do mar e o tempo bom para enviar milhares de pessoas pelo mar mediterrâneo. Segundo a guarda costeira italiana, cerca de 7 mil pessoas foram resgatadas em três dias até domingo.

De acordo com o site da emissora de televisão britânica BBC, pelo menos 1.750 pessoas morreram em 2015 em tentativas de atravessar o mar mediterrâneo, número quase 20 vezes maior que as 96 mortes registradas em igual período de 2014. Com informações da Associated Press