Os medicamentos ivermectina e nitazoxanida poderão ser comprados em farmácias do país sem a necessidade de retenção da receita. Na pratica, a venda pode ser feita apenas com apresentação do pedido feito pelo médico. A decisão é da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Durante a pandemia, esses remédios têm sido associados ao tratamento da Covid-19. Porém, apesar de estudos em andamento, não há comprovação cientifica da eficácia. Especialistas já alertaram, em várias oportunidades, que os fármacos devem ser usados apenas com orientação de um profissional. 

A comercialização da ivermectina e nitazoxanida sem a receita retida, conforme a Anvisa, foi autorizada após reunião da Diretoria Colegiada, que entendeu que não há risco de desabastecimento no mercado.

Ainda segundo a agência, a alteração foi feita para garantir o acesso da população ao tratamento de verminoses e parasitoses, doenças tratadas há décadas com os remédios.

“Neste contexto, verificou-se que os medicamentos ivermectina e nitazoxanida, no momento, não se encontram sob ameaça de desabastecimento de mercado. A alteração foi adotada visando garantir o acesso da população ao tratamento de verminoses e parasitoses bastante conhecidas e bem significativas", diz a Anvisa.

A decisão foi tomada na terça-feira (1º). Entretanto, a venda só terá início após uma publicação no Diário Oficial da União, prevista para ainda nesta quarta-feira (2) ou nessa quinta (3).

Polêmica

Desde julho, os remédios tem sido associados ao tratamento da Covid. Em agosto, o ministro da Ciência e Tecnologia, Marcos Pontes, afirmou que tomou o vermífugo nitazoxanida para se recuperar do novo coronavírus.

Desde então, a procura por parte da população foi grande nas drogarias. Houve uma redução significativa dos estoques. Médicos alertaram para os riscos da automedicação.

Em 13 de agosto durante a transmissão de uma live, nas redes sociais, o presidente Jair Bolsonaro chegou a afirmar: "Chegou na minha tela aqui, o presidente da Anvisa, o almirante Barra, acabou de confirmar a informação sobre a hidroxicloroquina e a ivermectina, você já pode comprar com uma receita simples, caso seu médico recomende, obviamente", disse durante a transmissão.

A decisão da Anvisa vale apenas para a ivermectina e nitazoxanida, a retenção de receita continua obrigatória para a cloroquina e hidroxicloroquina.

(*) Com Agência Brasil