CURITIBA - O menino de 11 anos que sobreviveu a um acidente de avião em Balneário Camboriú (SC) teve alta do hospital neste domingo (4). O monomotor em que estava a criança caiu no mar na manhã de sábado, poucos minutos depois de decolar de um aeroclube na cidade vizinha de Porto Belo.

O pai do garoto, o empresário Claudir Gheller, 53, e o piloto da aeronave, o médico Júlio Cesar Mandelli, 50, morreram afogados. As causas do acidente ainda estão sendo investigadas.

A criança foi resgatada por um pescador e não teve ferimentos graves. Ela ficou internada em observação e foi liberada.

O enterro de Gheller ocorreu neste domingo no município de Videira (interior de Santa Catarina), onde ele morava com a família e tinha uma transportadora. Já Mandelli foi cremado pela manhã em Balneário Camboriú, cidade em que mantinha um consultório.

Mandelli era um piloto experiente e tinha mais de 200 horas de voo, segundo o também piloto Flávius Neves, empreendedor do condomínio aeronáutico Costa Esmeralda, em Porto Belo.