O mercado de automóveis de passeio e comerciais leves registrou elevação de 8% sobre setembro, segundo balanço da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave). Segundo a entidade, foram emplacadas 241.175 unidades no mês passado. Apesar da alta sobre o mês anterior, o período foi inferior a outubro de 2018, quando o setor anotou 244.537 carros licenciados.

Por outro lado, no acumulado de janeiro a outubro de 2019, as vendas registram elevação de 7,5%, com 2,17 milhões de unidades licenciadas, contra 2,02 milhões do mesmo período do ano anterior. De acordo com o presidente da Fenabrave, Alarico Assumpção Júnior, o desempenho do mercado vem seguindo as projeções da entidade. 

“O ritmo de crescimento permanece moderado e estável, e positivo no acumulado, o que é muito importante para os resultados do setor em 2019. Conforme as projeções da Fenabrave, o ano deverá ser encerrado com crescimento de 10,03% considerando todos os segmentos somados”, comentou o presidente, num cenário que também inclui caminhões, ônibus, motocicletas e implementos rodoviários.

Participação
O bolo do mercado de automóveis manteve as fatias muito próximas do que foi anotado desde janeiro. A GM segue líder com 17,9% do mercado, sendo seguida pela VW (15,5%), Fiat (13,8%), Renault (8,9%) e Ford (8,3%). 

Mais vendidos
Em outubro, o Chevrolet Onix (que segue inabalável na liderança desde 2015) bateu a marca de 200 mil unidades vendidas, desde janeiro.

O hatch anotou 21 mil emplacamentos no mês passado. O desempenho é tão forte que as vendas dele superam a soma de Ford Ka e Hyundai HB20, que acumulam 86,5 mil e 85,8 mil unidades respectivamente. 

Renault Kwid e Chevrolet Prisma completam a lista dos cinco mais vendidos no acumulado do ano.

Novatos
Se as vendas do hatch, que ainda é oferecido com a carroceria antiga, seguem estáveis, o novo Onix Plus também anotou desempenho positivo em outubro. No primeiro mês “cheio” do sedã, ele registrou 7.140 emplacamentos.

 

O HB20, que também ganhou carroceria nova, e que começou a ser entregue na primeira quinzena do mês, anotou alta de aproximadamente 20%. Foram 8.332 unidades comercializadas no período. E, por fim, o Corolla de nova geração, que também teve o primeiro mês cheio em outubro. O sedã, que é o eterno líder entre os médios, teve elevação de 50% sobre setembro. 

 

Foram 6.211 unidades licenciadas, elevando o acumulado para 46.948 unidades vendidas desde janeiro. Ou seja, o japonês tem vendas superiores à soma de Civic (22.633), Cruze (14.199) e Jetta (9.959).