A Mercedes-Benz anunciou a chegada do utilitário-esportivo (SUV) GLB, que estreia no mercado em outubro por R$ 300 mil. Importado do México, o jipinho compacto será vendido apenas na versão GLB 200, com direito a edição de lançamento Launch Edition. O grande diferencial do GLB é a configuração de sete lugares. 

Para acomodar todo mundo, o SUV não é tão compacto assim. Ele tem 4,62 metros de comprimento. Para se ter uma ideia, o Jeep Compass mede 4,41 metros. Mas é menor que o GLC, modelo que se posiciona num degrau acima. Uma diferença de apenas 3 cm para sermos exatos.

O modelo tem estilo quadradão, justamente para conseguir levar sete ocupantes sem esticar demais a carroceria. Mas tem porte agradável, como se fosse um Classe G suavizado.

Coeur 

O GLB é um carro globalizado. Ele foi desenvolvido na Alemanha, mas tem fabricação mexicana e “coração” francês. A versão GLB 200 é equipada com a unidade Renault 1.3 de 163 cv e 25 mkgf de torque. Aquela que todo mundo acreditava que poderia estrear no novo Duster, mas ao que tudo indica esse “coeur” deverá pulsar primeiro no Captur.

Segmento

Deixando franceses e mexicanos de lado, o que realmente importa é que GLB chega para oferecer a praticidade dos dois bancos extras num segmento que nos últimos anos perdeu opções. Hoje, quem busca um SUV com sete lugares tem como opção os modelos Volkswagen Tiguan AllSpace, Chery Tiggo 8 e Mitsubishi Outlander, que figuram num degrau entre R$ 150 mil e R$ 200 mil. 

Acima deles, os jipões derivados de picapes como Chevrolet Trailblazer, Mitsubishi Pajero Sport e Toyota Hilux SW4, com valores que flutuam próximo aos R$ 300 mil. Mas são enormes, pouco práticos na cidade e nenhum deles tem o garbo da estrela de três pontas.

Ou seja, o modelo atende a um perfil de consumidor que busca alto luxo para levar toda a família, mas não que r apostar num grandalhão ou “descer do salto” escolhendo um modelo de menor valor agregado. É um comprador com muito dinheiro, mas não o bastante para poder bancar o imenso GLS, que chega no fim do ano para ser o Classe S dos utilitários.

Nos Estados Unidos o GLB parte de US$ 36 mil, enquanto o GLS começa em US$ 76 mil. Ou seja, numa conta de padaria, ele vai custar perto dos R$ 800 mil quando chegar. Faixa de valor onde a BMW oferece o grandalhão X7.

Conteúdos

O GLB estreará como pacote de comodidades dos Mercedes atuais. Quadro de instrumentos integrado com multimídia, assistente de voz MBUX, sistema de ar-condicionado eletrônico, assistentes de condução, rodas aro 19, dentre outros mimos. 

Para 2021, a Mercedes-Benz ampliará as opções com a versão esportiva GLB 35 AMG. Terá motor 2.0 de 306 cv e tração integral.