Um dos carros mais legais que já dirigi se chama Mercedes-Benz AMG GT S. Um cupê de 510 cv, com capô imenso e banco praticamente sobre o eixo traseiro, como um Dodge Viper. Foi uma experiência linda. Um breve e lascivo romance num circuito fechado, no interior de São Paulo. A pista é o lugar dessa Mercedes e quem quiser comportamento tão abusado, mas com mais espaço e conforto, deve optar pela AMG GT 4-Door.

E desde o início deste mês a Mercedes-Benz adicionou ao seu catálogo a AMG GT 43. Trata-se da versão mais mansa da opção quatro portas do esportivo alemão, que nasceu para ser o rival do Porsche Panamera. Ao preço de R$ 575 mil, ela chega para opção mais acessível da linha GT, mas terá apenas 20 unidades em seu estoque. Então é melhor o amigo se apressar, pois é um pechincha quando comparada com o resto da linha. 

“O novo Mercedes-AMG GT 43 contará apenas com 20 unidades no País, oferecendo o máximo de exclusividade aos clientes que buscam mais espaço interno para suas atividades cotidianas, mas que não abrem mão da esportividade das pistas, muito buscada pelo público AMG”, aponta o gerente de Produto Brasil e América Latina da Mercedes-Benz Cars & Vans Brasil, Evandro Bastos.

Seis canecos

A versão estreia equipada com o motor seis cilindros em linha turbo 3.0, ajustado para 367 cv e 50 mkgf de torque. A unidade conta com sistema híbrido leve EQ Boost, que substitui o alternador por um módulo 48V, que entrega sob demanda até potência em 22 cv e 25 mkgf de torque, com objetivo de reduzir emissões. Apesar de não oferecer a mesma pujança em cavalaria como as versões 53 e 63 S, esse gran turismo acelera de 0 a 100 km/h em 5,0 segundos e atinge máxima de 270 km/h.

Por outro lado transmissão e tração são as mesmas das versões mais potentes dessa Merça. Ela utiliza caixa automatizada de dupla embreagem Speedshift TCT 9G e sistema de distribuição integral 4Matic Plus. Ou seja, um kart de cinco metros de comprimento e quase 2,3 toneladas.

Vestida para matar

Visualmente a AMG GT 43 segue o mesmo padrão de esportividade das demais versões. Ela se destaca pelo desenho excêntrico da carroceria com linha de cintura elevada, janelas afiladas e estilo fastback da traseira. As quatro ponteiras do escapamento, assim como as rodas aro 20 completam o estilo. 

Por dentro, o destaque desse carro é o quadro de instrumentos integrado com módulo multimídia. Eles formam um imenso painel digital, que se tornou padrão na gama Mercedes-Benz. Entretenimento, assistentes de voz, navegação, dados da viagem, ajustes do carro, tudo está reluzente diante dos olhos. 

O modelo ainda conta com sistema de áudio de alta fidelidade Burmester com 10 alto falantes e 640 watts. O pacote ainda inclui assistentes de condução, controle dinâmico de condução, que ajusta o comportamento dinâmico do carro, alterando as cargas de direção, amortecedores, assim como pontos troca, permitindo tocada mais esportiva, econômica ou confortável. 

Videogame

E para fechar a lista de diversões, ele também conta com o AMG Track Pace que é uma espécie de assistente de corridas eletrônico. Sim, apesar de ser maior e ter duas portas a mais, essa Merça também gosta de acelerar entre as zebras. 

O sistema pode combinar tempos de volta, setores do circuito e aceleração e te orienta em como obter o melhor desempenho. É como jogar “Gran Turismo”, mas sem o botão de reinício, pause ou “danos desabilitados”.