O principal foco de atuação da Vale em Brumadinho, em relação à reparação devido ao desastre com a barragem, tem sido o atendimento às pessoas, priorizando o diálogo próximo com as comunidades e poder público. Segundo a empresa, o ano de 2019 foi marcado pelo luto e pela preocupação em estabelecer ações emergenciais para lidar com as adversidades suscitadas pelo rompimento. Serviu, ainda, como um período importante para começar a estabelecer e aprimorar os processos para a reparação em diferentes territórios bem como os procedimentos internos, inclusive o entendimento das questões ligadas ao relacionamento com as comunidades, à segurança das operações e à gestão de riscos.

x

Brumadinho, onde ocorreu o desastre com a barragem em 2019

Após pouco mais de um ano dedicados às emergências e aos aspectos mais imediatos das necessidades das pessoas e das regiões afetadas, a Vale está agora em uma nova fase da reparação: a de entregas de projetos estruturantes que visam promover transformações duradouras para recuperar as comunidades e beneficiar efetivamente a população. 

Samarco
A Samarco informou que, no momento, a previsão de retomada operacional está mantida para o fim do ano e ocorrerá após a implantação do sistema de filtragem, em andamento, e conclusão das atividades de prontidão operacional. Com a obtenção da Licença de Operação Corretiva (LOC), em outubro de 2019, a empresa garante possuir todas as licenças ambientais necessárias para reiniciar suas atividades. “A empresa voltará com um concentrador em Germano, em Minas Gerais, e uma usina de pelotização em Ubu, no Espírito Santo, ou seja, com 26% da capacidade produtiva de nossas operações”.

 

 

A mineração é o tema da terceira reportagem da série

Minas 300 anos, que aborda a história do Estado sob a perspectiva econômica

 

LEIA MAIS:

Minas 300 anos: Mineração deve investir US$ 12 bi em Minas

Minas 300 anos: em apenas um mês, seis unidades de luxo vendidas na região que mais cresce em BH

Minas 300 anos: Vale investe em tecnologia que elimina o uso da água no beneficiamento do minério

Minas 300 anos: 'Covid ressignificou a moradia', diz presidente da CMI

Minas 300 anos: líder no setor, Estado faz história na produção do aço

Minas 300 Anos: construção civil mantém ritmo de expansão