Mineira que morreu protegendo alunos em incêndio em Janaúba é homenageada por heroísmo

Da Redação
07/09/2020 às 13:26.
Atualizado em 27/10/2021 às 04:28
 (Reprodução/Facebook)

(Reprodução/Facebook)

A professora Heley de Abreu Silva Batista, é uma das homenageadas na campanha "Povo Heróico", do governo federal. A educadora fez seu próprio corpo de escudo para proteger seus alunos no incêndio criminoso, numa creche em Janaúba, Norte de Minas, em 2017.

Na campanha da Secretaria Especial de Comunicação da Presidência da República (Secom), divulgada nas redes sociais, a atitude de proteger as crianças foi exemplificada como um ato de heroísmo.

No trágico episódio, que aconteceu no dia 5 de outubro de 2017, na Creche Gente Inocente, o vigia Damião Soares dos Santos invadiu o local espalhando combustível de depois ateou fogo. A professora, que teve 90% do corpo queimado, lutou com Santos para ajudar a salvar as crianças. 

A tragédia deixou 14 mortos e mais de 50 feridos. Números que poderiam ter sido maiores se não fosse a atitude da professora. Heley tinha 43 anos e não resistiu às queimaduras.

Leia mais:
Professora Helley, que salvou crianças de incêndio em Janaúba, é homenageada e dá nome a rodovia
Missa relembra dois anos da tragédia em creche de Janaúba
Defensoria Pública recolhe doações para crianças de creche marcada por tragédia em Janaúba

Compartilhar
Logotipo Hoje em DiaLogotipo Hoje em Dia

Fale conosco: (31) 3253-2207

ASSINEDigitalATENDIMENTO AO ASSINANTEBelo Horizonte 31 3236-8000Interior 31 3236-8000
Ediminas S/A Jornal Hoje em Dia.© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por